Petroleiras fecham em alta após divulgação de aumento da produção e ajudam a impulsionar Ibovespa

Petrobras tem forte alta, mas destaque é a Enauta, que subiu mais de 16%

O Brasil registrou, em março, aumento de 4,5% na produção de petróleo mensal em relação ao mesmo período de 2022, segundo dados apresentados em relatório da Agência Nacional de Petróleo (ANP) nesta sexta-feira (5).

Com isso, as ações do setor registram forte valorização na bolsa nesta sexta (5). A Petrobras registrou alta de 4,26% em suas ações preferenciais (PETR4), com os papéis cotados a R$ 24. Os papéis ordinários da empresa (PETR3) subiram 4,20%, a R$ 26,79.  

A Prio (PRIO3) e a 3R (RRRP3) também apresentaram forte valorização, de 4,86% e 5,47%, respectivamente.

Os papéis das petroleiras ajudaram o Ibovespa a alcançar bons resultados nesta sexta. No fechamento, o índice de referência da bolsa de São Paulo bateu 2,91% de valorização. O dólar caiu 0,89%, a R$ 4,94.

Enauta se destaca

Mas o destaque do dia ficou por conta da Enauta, que subiu 16,40%, com os papéis cotados a R$ 12,28, a terceira maior alta da bolsa entre empresas que movimentaram milhões de reais no pregão, ou mais do que isso, atrás apenas dos papéis preferenciais e ordinários da Braskem, que subiram mais de 20%.

Balanço positivo

Nesta semana, a Enauta apresentou seu balanço de produção em abril e, apesar dos bons números, as ações registraram queda no dia do anúncio, se recuperando e colocando ainda mais valor nos papéis nesta sexta em relação à semana passada, quando fechou abaixo dos R$ 11.