Ações da Disney sobem 9% após ex-presidente Robert Iger ser renomeado para o cargo

Iger está voltando menos de um ano depois de cortar os laços com a empresa

As ações da Walt Disney dispararam na Bolsa de Nova York depois que a gigante do entretenimento substituiu o diretor-presidente Bob Chapek por Robert Iger, ex-diretor-presidente da empresa.

Este mês, a Disney divulgou resultados financeiros do quarto trimestre mais fracos do que o esperado, sobrecarregados por uma perda de US$ 1,47 bilhão em seu serviço de streaming. Também alertou que a perspectiva de uma desaceleração econômica significativa coloca em risco sua meta de lucratividade.

Às 8h38, a ação subia cerca de 9,3% nas negociações de pré-mercado, cotadas a US$ 100,35.

Iger está voltando menos de um ano depois de cortar os laços com a empresa, e em um momento tumultuado para a Disney, que está sob pressão de investidores ativistas de fundos de hedge.

A Trian Fund Management no início deste mês comprou mais de US$ 800 milhões em ações da Disney, informou o “The Wall Street Journal”. A gestora está buscando um assento no conselho, informou o jornal, e não acredita que Iger deva voltar ao controle.