Dinheiro esquecido de pessoas falecidas ultrapassa os R$ 2 bilhões: veja como recuperar os valores

Para recuperar os valores a receber de pessoas falecidas é preciso ser herdeiro, inventariante ou representante legal

O dinheiro esquecido em contas bancárias, consórcios ou outras instituições financeiras que ainda permanece no Sistema de Valores a Receber (SVR) do Banco Central ultrapassa os R$ 7,3 bilhões. Desse total, mais de R$ 2 bilhões (R$ 2.113.716.066) são de pessoas que já morreram, informou o Banco Central a pedido da Inteligência Financeira. Mas como saber se o parente que já morreu tinha dinheiro esquecido nos bancos? Além disso, como fazer para recuperar o dinheiro? Isso nós te ensinamos nesse passo a passo detalhado, a seguir. Confira:

Veja como consultar valores a receber de pessoas falecidas

1) Descubra se existe valores a resgatar

Para fazer a consulta, é preciso saber CPF e data de nascimento da pessoa falecida.

2) Acesse o Sistema (SVR)

Se a consulta inicial identificou que há algum valor em nome do falecido, acesse este link.

3) Faça o login

Em seguida, faça o login com a sua própria conta gov.br. Porém, por causa do sigilo bancário, o nível da conta gov.br precisa ser prata ou ouro.

4) Escolha uma opção

Então, já dentro do sistema, acesse Valores para Pessoas Falecidas.

5) Informe os dados do falecido

Novamente, digite o CPF e a data de nascimento da pessoa falecida.

6) Leia e aceite o Termo de Responsabilidade

A seguir, leia e aceite o Termo de Responsabilidade de consulta a dados de terceiros. Mas lembre-se de que é preciso ser herdeiro, testamentário, inventariante ou representante legal, para acessar os dados da pessoa falecida.

7) Confira os dados

Agora, veja na tela do sistema:

  • o nome e os dados de contato da instituição que deve devolver o valor;
  • a origem (tipo) do valor a receber; e
  • a faixa do valor a receber.

8) Entre em contato com a instituição

Então, pergunte diretamente à instituição sobre a documentação que você precisa apresentar para receber o valor da pessoa falecida. O Banco Central informa que não recebe e nem analisa documentação de pessoas falecidas, bem como não recebe pedidos de valores a receber por outros meios.

9) Visualize o comprovante

Caso queira, é possível exibir o comprovante que contém informações de valor a receber em nome da pessoa falecida. O computador permite salvar, imprimir ou compartilhar o comprovante. Já pelo celular, é possível compartilhar o comprovante via e-mail ou aplicativo de mensagens.

Até quando é possível resgatar valores a receber de pessoas falecidas?

A consulta e o pedido de resgate podem ser feitos a qualquer tempo, informou o Banco Central por meio de sua assessoria de imprensa. A instituição reitera que os valores não resgatados permanecem guardados nas instituições financeiras e que não há qualquer previsão legal para outro direcionamento dos recursos.

Com informações do Banco Central