Saiba quem é o dono da plataforma de conteúdos adultos OnlyFans, que embolsou R$ 1,6 bilhão em dividendos em 2022

Rendimentos de Leonid Radvinsky, dono da OnlyFans, não consideram os salários do ano passado

Dono da plataforma OnlyFans, Leonid Radvinsky virou notícia nos últimos dias. Motivo? No sábado, a revista britânica People publicou uma informação dando conta que o empresário embolsou mais de US$ 338 milhões (R$ 1,6 bilhão) em dividendos em 2022. Cada um dos 260 dias trabalhados no ano passado rendeu a Radvinsky US$ 1,3 milhão (o que dá R$ 6,3 milhões por dia). Vale ressaltar que os rendimentos não consideram o que ele recebeu de salário ao longo de 2022. Mas afinal, quem é o bilionário Leonid Radvinsky? Confira a seguir.

Quem é o dono da Onlyfans?

A OnlyFans é uma plataforma na qual quem se exibe mais faz mais sucesso. O seu proprietário, entretanto, faz a linha discreta e raramente concede entrevistas.

Para quem está chegando agora, a OnlyFans permite aos criadores de conteúdo cobrar uma assinatura mensal para poder acompanhá-los. Ficou famosa por ser usada para a venda de conteúdo adulto.

Pois bem, Leonid Radvinsky tem 41 anos. Nasceu na cidade de Odesa, na Ucrânia, porém, ainda criança, se mudou com a família para Chicago, nos Estados Unidos. Radvinsky estudou na Northwestern University, e se formou em economia em 2002.

Em seu LinkedIn, Radvinsky se descreve como “um investidor de capital de risco, filantropo e empresário de tecnologia que tem um interesse especial em plataformas emergentes de mídia social”.

Ainda de acordo com a rede social, Leo Radvinsky, como se identifica por lá, “passou as últimas duas décadas construindo empresas de sucesso nas áreas de comunidades sociais, publicidade digital, hospedagem na web e desenvolvimento de software”.

“Desde 2018, Leo investiu mais de US$ 3 milhões no pioneirismo do futuro das mídias sociais por meio de plataforma de código aberto”, diz o perfil do executivo na rede social.

Como Radvinsky comprou a OnlyFans

De acordo com a BBC, Radvinsky comprou a OnlyFans de seus criadores em 2018. No momento, é o único acionista da Fenix, sua controladora. A plataforma surgiu em 2016, fundada por Guy e Tim Stokely, pai e filho.

Leo Radvinsky já foi dono do portal MyFreeCams, rede de transmissões via web para adultos, além de ter fundado a Cybertania, que oferecia conteúdo adulto desde 1990, segundo a Forbes.

O executivo teria doado criptomoedas para esforços de socorro na Ucrânia no ano passado. De acordo com o site especializado CoinDesk, o valor em termos reais da doação chegou a mais de US$ 1,3 milhão.

Atualmente, Leo Radvinsky mora na Flórida, mas não se sabe exatamente onde. Além disso, o bilionário é descrito pela Forbes como um homem casado.

De acordo com a revista, após o resultado da OnlyFans no ano passado, a fortuna de Radvinsky é estimada em US$ 2,1 bilhões (ou cerca de R$ 10 bilhões).

Resultado da OnlyFans em 2022

De acordo com relatório da controladora da OnlyFans, a Fênix International, sediada em Londres, a empresa teve uma receita de US$ 1,09 bilhão (R$ 5,3 bilhões) em 2022. A receita quase dobrou em relação ao ano anterior, quando somou US$ 931 milhões (R$ 4,5 bilhões).

Os lucros antes de impostos da companhia foram de US$ 525 milhões (R$ 2,5 bilhões) no ano fiscal encerrado em 30 de novembro, contra US$ 433 milhões em 2021.

A controladora do OnlyFans informou que os usuários da plataforma gastaram 5,5 bilhões de dólares no serviço em 2022. Ou seja, um crescimento de 16% em relação a 2021.