É possível ter renda extra com cartão de crédito?

Para aproveitar programas de benefícios é preciso ter planejamento e conhecer as regras

Não seria incrível descobrir como fazer renda extra com cartão de crédito? Aposto que sim, mas é preciso ter cuidado. Com o que exatamente? Com o impulso de sair por aí gastando o que você tem e o que não tem para acumular pontos e trocar por cashback, milhas e outras vantagens.

Para entender como você pode usar esses programas de benefícios da melhor forma, consultamos alguns especialistas. Vamos entender quais são os perigos e as vantagens? É agora.

Como fazer renda extra com cartão de crédito?

Rigorosamente, a resposta é não (mas, calma, vamos explicar). Como define Bruno Mori, planejador financeiro CFP pela Planejar, esse não é o termo correto.

“Renda extra é uma fonte de recursos ligada a alguma atividade complementar à principal fonte de renda”, alerta Bruno.

Portanto, o que os cartões oferecem são recompensas pelos pagamentos feitos via crédito.

Amanda Notini, sócia da One Investimentos, faz o mesmo alerta. “Eu não digo que seja possível ganhar renda extra com cartão de crédito, mas benefícios, de acordo com o valor consumido, como cashback e milhas”, explica.

É possível ter vantagens com o cartão de crédito?

Apenas para facilitar a leitura, já que temos muitos leitores da Inteligência Financeira estão perguntando como fazer renda extra com cartão de crédito, vamos manter essa expressão para falar sobre os benefícios oferecidos pelos cartões de crédito, ok?

Existem, portanto, diversas formas de obter vantagens com o uso do cartão de crédito.

“Pontuação em programas de fidelidade, acúmulo de milhas aéreas – que podem ser utilizadas ou vendidas –, sites com cashback, resgaste de recompensas e descontos na própria fatura do cartão”, enumera Caio Fasanella, head de investimentos da Nomad, conta-corrente e de investimentos em dólar.

Bruno alerta, no entanto, que os benefícios só são de fato vantajosos quando as pessoas não se sentem estimuladas a gastar mais do que devem. Esse, aliás, é o grande perigo desses programas. Eles podem ser um estímulo inconsciente para os gastos. Vamos falar mais sobre isso mais abaixo.

Pagar parcelado e deixar o dinheiro investido

Amanda destaca, no entanto, outra forma de ter “renda” com o cartão, que não depende de qualquer programa de benefício.

Que forma é essa? “Deixar o dinheiro rendendo em um investimento com liquidez até o vencimento da fatura”, diz ela

Ou seja, se você decidir fazer uma compra e o valor for o mesmo para pagamento à vista ou parcelado, talvez faça sentido optar pelo parcelamento e deixar o valor total aplicado em algum investimento de baixo risco que possa render mensalmente.

Sem contar que -dependendo do programa de vantagens – ainda pode receber uma parte do pagamento de volta, como cashback.

Contas digitais também oferecem milhas e cashback

Vale ainda lembrar que, hoje em dia, não é só o cartão de crédito que oferece programas com cashback ou milhas. Também é possível fazer renda extra com contas digitais e seus programas de fidelização.

A Nomad, de Caio, é um exemplo. Seu programa de fidelidade Nomad Pass oferece vantagens como redução da taxa operacional do câmbio (que pode chegar a apenas 1%) e cashback em dólar para compras feitas a partir do aplicativo.

Outro exemplo é o da conta digital PaGol, que em junho passou a oferecer conversão de milhas em dinheiro que é creditado na conta até 72h depois de confirmada a transação.

Seu programa permite que os clientes acumulem milhas deixando o dinheiro na conta, fazendo compras com cartão de débito e pagando boletos.

“A vantagem é que o cliente pode utilizar as milhas como quiser, seja convertendo em dinheiro ou em passagem aérea, diárias de hotéis etc”, diz Ricardo Faustino, CPO – diretor de produtos, marketing e analytics da PaGol.

Como saber qual é o melhor cartão com cashback ou milhas?

Não existe fórmula para saber qual é o melhor cartão para ganhar renda extra. Tudo depende, na verdade, do seu objetivo e da forma como você organiza seus gastos.

Para escolher o melhor cartão para o tipo de recompensa que você busca, Bruno sugere comparar o que cada um oferece.

“Mas é preciso observar que em alguns casos os benefícios estão vinculados a taxas, anuidades e níveis mínimos de gastos mensais”, destaca.

Amanda também lembra que cada programa tem as suas particularidades de acordo com valor investido na instituição ou valor gasto no cartão de crédito. “Sendo assim é importante verificar as cláusulas para entender o que faz mais sentido para você”, recomenda.

Caio ainda ressalta que, para não desperdiçar as vantagens oferecidas pelos cartões, é importante observar se os programas de fidelidade têm pontos que expiram ou restrições para sua utilização.

Ou seja, não tem como escapar. Para encontrar a melhor opção para você, é preciso observar todos os detalhes e fazer as contas.

Quais são os riscos de ter renda extra com cartão de crédito

Agora vamos detalhar melhor os riscos de querer ganhar dinheiro com cartão de crédito. Bruno não faz mistério. “Vincular uma possível fonte de renda ao nível de gastos é um equívoco e um perigo para a saúde financeira das pessoas”, alerta.

Isso acontece porque, como ele explica, nós nos sentimos estimulados quando somos recompensados. “Nessa caso, porém, o estímulo está ligado ao nível de gastos – o que não é aconselhável”, diz o planejador financeiro.

Na sua experiência como planejador financeiro, ele conta que atende pessoas que gostam dos programas e concentram os gastos no crédito porque acreditam que têm ali um grande benefício. “No fundo, acabam gastando mais do que o necessário e eventualmente comprometem o atingimento de metas financeiras preestabelecidas”, lamenta.

Controle financeiro é fundamental

Caio concorda que seja fundamental ter consciência dos gastos e manter um planejamento financeiro condizente com a sua renda e orçamento disponível.

“É importante ter um controle financeiro antes de optar por um novo cartão de crédito, além de disciplina e conhecimento das regras do cartão”, diz ele.

Ele destaca que quem gasta mais do que deve no cartão de crédito corre o risco de ter pagar juros altos se não conseguir liquidar a fatura.  

“O cartão pode ser seu melhor amigo ou o seu pior inimigo”, resume Amanda. “Tudo vai depender de você saber a forma correta de utilizá-lo a seu favor”. Quer saber mais sobre isso? IF tem tudo explicado aqui: Entenda como cartão de crédito pode ser um aliado da sua vida financeira.

Faça contas para saber o de fato que compensa

Além disso, Caio alerta que, no caso das milhas aéreas, existe a vantagem de economizar na emissão de passagens nacionais e internacionais. “Porém, nem sempre a quantidade de milhas acumuladas é suficiente para cobrir todos os trechos”, diz ele.

Ele detalha ainda que o cashback pode ser interessante para clientes que concentram as compras em um único cartão de crédito. “A desvantagem é que esse benefício só pode ser aplicado mediante o gasto”, lembra. Sem contar que a porcentagem de cashback é mínima, em boa parte dos casos.

Resumindo: faça contas para saber se as vantagens oferecidas pelo seu cartão de crédito são saudáveis para sua vida financeira.

Principais cuidados que você deve tomar para aproveitar vantagens do cartão de crédito

Agora aqui vão as principais recomendações dos especialistas para quem quer aproveitar as vantagens do cartão de crédito. Acompanhe abaixo:

  • faça um orçamento pessoal ou familiar bem detalhado e concentre apenas os gastos recorrentes e necessários no cartão de crédito;
  • acompanhe a evolução dos gastos ao longo do tempo e observe se o benefício realmente vale a pena ou se é uma ilusão;
  • conheça as vantagens do cartão de crédito;
  • avalie cuidadosamente as restrições e regras que se aplicam, bem como as taxas praticadas pelo emissor do cartão;
  • antes de se comprometer com um novo cartão de crédito, por mais que as vantagens sejam atrativas, coloque na ponta do lápis o orçamento mensal disponível e o valor máximo das despesas que podem ser realizadas para evitar dívidas. Será que vale a pena?
  • na dúvida, pergunte a opinião de um especialista em finanças pessoais.