Petrobras (PETR4; PETR3) vai pagar R$ 24 bilhões em dividendos

Com o anúncio, a nova gestão decidiu por manter, ao menos neste trimestre, a política de pagamento de juros da gestão anterior

A Petrobras informou, via Fato Relevante, que seu conselho de administração aprovou o pagamento de dividendos de R$ 1,89 por ação ordinária e preferencial em circulação no mercado, o que totaliza R$ 24 bilhões, relativos ao exercício do primeiro trimestre de 2023.

Com isso, as ações da companhia ganharam um impulso na reta final do pregão. Por volta das 16h40, as ações preferenciais avançam 3,55% enquanto as ordinárias sobem 3,17%.

Adicionalmente, o conselho determinou que a diretoria elabore uma proposta de ajuste do planejamento estratégico em curso e aperfeiçoamento da política de remuneração aos acionistas, incluindo a possibilidade de recompra de ações, e submeta essas matérias para deliberação do conselho antes do encerramento do mês de julho de 2023.

Com relação à remuneração aos acionistas aprovada, o montante está alinhado à Política de Remuneração aos Acionistas vigente, que prevê que, em caso de endividamento bruto inferior a US$ 65 bilhões, a Petrobras deverá distribuir aos seus acionistas 60% da diferença entre o fluxo de caixa operacional e as aquisições de ativos imobilizados e intangíveis (investimentos).