Direcional, Cury ou MRV: descubra a principal escolha do Itaú BBA entre as construtoras de baixa renda

Banco tem visão positiva para o setor refletindo as condições favoráveis do programa Minha Casa, Minha Vida

O Itaú BBA elevou seu preço-alvo para Direcional (DIRR3) de R$ 31 para R$ 35 e para Cury (CURY3) de R$ 22 para R$ 25. Bem como reiterou sua recomendação de compra para ambas as ações. Isso ao revisar suas estimativas e reforçar sua visão positiva ante o setor de construtoras de baixa renda, refletindo as condições favoráveis do programa Minha Casa, Minha Vida.

Enquanto isso, o banco cortou seu preço-alvo para Plano & Plano (PLPL3) de R$ 16 para R$ 14 e para MRV (MRVE3) de R$ 12 para R$ 10. Também reiterando sua recomendação de compra para as duas ações. Ao mesmo tempo, elevou seu preço-alvo para Tenda (TEND3) de R$ 12 para R$ 13, mantendo sua recomendação neutra.

As ações da Direcional subiram 1,12% na véspera na B3, cotadas a R$ 25,37; as da Cury caíram 0,05%, a R$ 18,69; as da Plano & Plano subiram 0,52%, a R$ 9,75; as da MRV&Co subiram 1,33% a R$ 6,86; e as da Tenda caíram 0,83%, a R$ 10,80.

Minha Casa, Minha Vida

Os analistas Daniel Gasparete, André Dibe e equipe escrevem, em relatório, o setor passa por uma dinâmica operacional positiva. E o programa Minha Casa Minha, Vida deve continuar apoiando o contínuo aumento de lançamentos e vendas, margens elevadas para este ano e o próximo, beneficiando-se do banco interno de terrenos e do aumento dos preços unitários, e geração de caixa robusta.

Segundo os analistas, as condições únicas do programa, aliadas à robustez no crescimento nos lançamentos de projetos e nas vendas que as empresas vêm entregando, já resultam numa expansão substancial dos lucros, e devem continuar avançando. A elevada taxa de crescimento deverá ser acompanhado por um forte nível de distribuição de dividendos, dizem eles.

Já a probabilidade de notícias negativas é baixa, com a recente do debate sobre o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no Supremo Tribunal Federal (STF) com resultado positivo, afirmam. Além disso, os riscos macroeconômicos são limitados.

Então, a Direcional é a principal escolha do Itaú BBA, seguida por Cury.

Com informações do Valor Econômico

Leia a seguir

Leia a seguir