Tokenização de commodities: saiba como a tecnologia está revolucionando o agronegócio

Agricultores podem fazer transações mais eficientes e seguras usando grãos como moeda

A tecnologia faz parte do nosso dia a dia e vem se aprimorando cada vez mais. E isso não fica restrito às metrópoles. Muito pelo contrário. A tecnologia no agronegócio chegou com tudo aos campos. E o melhor é que o processo atinge não só os grandes e médios agricultores. Mas os pequenos também.

Um exemplo disso é a chamada tokenização de commodities agrícolas. O tema foi apresentado nesta terça-feira (25) aos participantes da Febraban Tech 2024.

Mas antes de aprofundarmos no assunto, vale ressaltar aqui sobre a importância do agro para o Brasil. Afinal de contas, o setor corresponde a mais de 25% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, e tem tudo para crescer ainda mais. Por isso, merece grande atenção do mercado. Inclusive, com a inclusão de melhores tecnologias no agronegócio.

O que é a tokenização de commodities?

Então, para explicar o novo processo, a Inteligência Financeira conversou com Juliana Amoroso, gerente de produtos sênior da Visa. A empresa, em parceria com startup argentina Agrotoken, criou um cartão que vai ajudar os agricultores na tokenização de commodities.

“[Decidimos nos juntar a Agrotoken, porque ela] é uma empresa especializada em unir os commodities a ativos digitais. Dessa forma, os grãos, por exemplo, passam a funcionar como moeda ou lastro para compra de maquinários, insumos, fertilizantes e diversos outros produtos e serviços”, explica Juliana.

Juliana Amoroso, gerente sênior de produtos da Visa durante a Febraban Tech 2024 – Foto: Divulgação

Essa união entre as duas empresas traz aos agricultores brasileiros a opção de ter o cartão de crédito Agrotoken Visa.

“É exatamente com esse cartão que os produtores rurais podem transformar suas commodities já colhidas ou que serão produzidas em tokens digitais – que ficam dentro da tecnologia blockchain. E assim, serem usados como meio de pagamento em estabelecimentos credenciados a Visa”, esclarece a gerente de produtos.

Como a tecnologia no agro pode aumentar os financiamentos

Portanto, a parceria possibilita aos agricultores uma nova forma de interagir com o mercado e realizar transações de maneira eficiente e segura, eliminando intermediários.

Além de fornecer mais acessos aos recursos financeiros. O que facilita as transações internacionais.

“Então, por exemplo, um produtor de soja pode tokenizar uma parte da sua safra, ou até mesmo da safra futura, e vendê-la para custear algum produto ou serviço que esteja precisando”, comenta a gerente de produtos da Visa.

Para finalizar, Juliana conta que o avanço da tecnologia no agronegócio por meio da parceria entre a Visa e a startup Agrotoken amplia as possibilidades de negócios tanto para os produtores rurais.

E isso, claro, pode aumentar o lucro do setor e de quebra melhorar a economia do país.

Leia a seguir

Leia a seguir