Além de dinheiro, o que mais é preciso para comprar uma casa em Portugal?

A tendência é de valorização, por conta da procura aquecida

Comprar uma casa em Portugal é mais simples do que parece, mesmo para estrangeiros. Se este é seu sonho, então saiba que o CEO da Conexão Europa Imóveis, Tiago Prandi, em entrevista à Inteligência Financeira, explica o passo a passo do investimento que tem atraído cada vez mais brasileiros para o outro lado do Atlântico.

Como comprar uma casa em Portugal?

Pois bem, confira abaixo as 10 recomendações para quem quer diversificar a carteira com este ativo em moeda estrangeira:

1. Documentos em mãos

Para comprar um imóvel em Portugal é preciso ter o NIF, ou seja, o número de identificação fiscal que corresponde ao CPF no Brasil. Vale lembrar que qualquer estrangeiro pode tirá-lo.

2. Conta bancária

Posteriormente, é preciso abrir uma conta em um banco estabelecido em Portugal.

3. Formas de pagamento

Você poderá comprar o imóvel de duas formas: ou à vista, ou financiado.

4. Financiamento facilitado

Muitos brasileiros, mesmo tendo o valor cheio de uma casa em Portugal em mãos, preferem financiar o imóvel. Isso porque a taxa de juros de financiamento é muito baixa se comparada ao Brasil.

Assim, deixam o dinheiro rendendo na renda fixa no Brasil com taxas de retorno de dois dígitos. E, depois, pagam um financiamento em Portugal com taxas de um dígito.

5. Valorização em alta

O retorno ocorre pela valorização do imóvel e também pelo aluguel. Nos dois casos, a tendência é de alta em função da procura aquecida, principalmente, por brasileiros.

6. Retorno sobre o capital investido

O retorno do investimento com o aluguel sobre o valor do imóvel é dividido em três categorias:

  1. Longa duração (contratos a partir de 1 ano): 3% a 5% ao ano;
  2. Nômades digitais (ficam períodos abaixo de 12 meses): 5% a 7% ao ano;
  3. Airbnb: 7% a 9% ao ano.

7. Equilíbrio das contas

Na hora de tomar o financiamento, some o valor da prestação, os gastos para montar a operação e assessoria. Dessa forma, veja se o valor do aluguel será suficiente para pagar todos os custos.

8. Dupla cidadania

Há uma expectativa de que o governo português acabe com o Golden Visa, que é uma forma de obter o visto de permanência com a compra de um imóvel em Portugal. O primeiro ministro Antônio Costa fez uma declaração neste sentido, mas ainda não enviou a medida ao Parlamento. Ou seja, obter a dupla cidadania por meio da compra do imóvel ainda está valendo.

9. Autorização de residência

Observadores deste mercado acreditam que o Golden Visa valerá apenas para compra de imóveis comerciais ou do setor hoteleiro. Então, vale ficar atento(a).

10. Investimento conjunto

Se não tiver recursos para comprar sozinho uma casa em Portugal, é possível dividir a compra com familiares ou amigos.

Assim, cada um recebe um percentual da propriedade e do aluguel, proporcional ao desembolso que fez para o investimento.