Carteira Top 5: Itaú BBA inclui B3 (B3SA3) no lugar de Vale (VALE3)

Entenda a mudança na carteira de recomendações para buscar oportunidades de médio prazo na bolsa

O Itaú BBA informou nesta segunda-feira (17) ajustes em sua carteira Top 5, composta por cinco principais recomendações do banco de ações para capturar oportunidades de médio prazo na bolsa. Saem os papéis da Vale (VALE3) e entram os da B3 (B3SA3), que passam a figuram na lista junto com Banco do Brasil (BBAS3), Equatorial (EQTL3), Minerva (BEEF3) e Prio (PRIO3).

No relatório, assinado pelos estrategistas Victor Natal e Paulo Folha, o Itaú BBA destaca “dois eventos importantes para o mundo das ações” nas últimas semanas para embasar a mudança.

“O primeiro foi a divulgação do índice de preços ao produtor (PPI, em inglês) nos EUA, que mostrou números mais fracos de inflação para os produtores americanos”, anotam os especialistas.

“O segundo (e mais importante), em ambiente doméstico, foi o anúncio do novo pacote fiscal que deve substituir o teto de gastos”, acrescentam.

Na avaliação dos profissionais do banco, juntos, “os dois eventos animaram os investidores e podem continuar aumentando o fluxo de investimentos no mercado de ações a depender dos seus desdobramentos”.

“Assim, optamos por adicionar B3 à Carteira Top 5 para nos apropriar de um potencial cenário mais otimista à frente”, afirmam no relatório.

Por que B3SA3 no lugar VALE3 na carteira Top 5?

“Embora o resultado do primeiro trimestre de B3, que será divulgado em maio, não deva ser dos mais extraordinários, avaliamos que a estrutura de custos da companhia está próxima do nível adequado”, escrevem Victor Natal e Paulo Folha.

“Isso, adicionado a um cenário de maiores receitas devido a um aumento no volume de negociação deve fazer a B3SA3 ser uma boa escolha para compor a carteira Top 5”, acrescentam.

“Depois de acompanhar a queda do preço do minério de ferro nos mercados internacionais, decidimos colocar B3 no lugar de Vale”, explicam ainda.

“No entanto, avaliamos que a Vale mantém seu valor como uma posição de carrego – ou seja, enquanto boa pagadora de dividendos – motivo pelo qual VALE3 continua na Carteira Dividendos”, ponderam os estrategistas.

Leia a seguir

Leia a seguir