Yduqs (YDUQ3) dobra lucro no 1º tri na base anual, para R$ 149,5 milhões; receita do ensino digital e premium sobe 22%

Receita de cursos presenciais caiu 4,1%, em comparação ao mesmo período do ano passado; captação de alunos cresceu 4,8%

A Yduqs, segundo maior grupo de ensino superior do país, apurou um lucro líquido de R$ 149,5 milhões no primeiro trimestre, o que representa uma alta de 96,6% quando comparado ao mesmo período de 2021.

Segundo avaliação dos analistas do Citi, a Yduqs apresentou resultados sólidos no primeiro trimestre. O banco destaca que a resiliência do segmento premium impulsionou as receitas da companhia, apesar da queda no ensino presencial.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ficou em R$ 494,4 milhões, alta de 24,8% quando comparado a um ano antes e alcançando o melhor resultado para um trimestre da companhia. A margem Ebitda também cresceu 4,4 pontos percentuais, para 37,6%.

A receita somou R$ 1,3 bilhão, alta de 10,1%. Por segmento, a receita de cursos presenciais caiu 4,1%, para R$ 536,8 milhões, a do ensino digital avançou 22,6%, para R$ 454,5 milhões, e a de cursos premium, como medicina, subiu 22,7%, para R$ 322 milhões.

A captação de alunos, no processo seletivo do começo do ano, cresceu 4,8%, com o incremento de 266,1 mil novos estudantes. Assim, a base total de alunos ficou em 1,3 milhões, um avanço de 3,4%.

O fluxo de caixa livre somou R$ 263 milhões entre janeiro e março, um crescimento anual de 42%.

As despesas gerais e administrativas avançaram 21,3% em relação o primeiro trimestre de 2022, para R$ 292,2 milhões.