WEG (WEGE3): Lucro sobe 38% no 1º trimestre, para R$ 1,3 bilhão

A companhia do setor industrial reportou ainda um aumento de 12,7% nas receitas no período

A WEG (WEGE3) registrou lucro líquido de R$ 1,3 bilhão no primeiro trimestre de 2023, um crescimento de 38,4% na comparação anual. As receitas da companhia do setor industrial somaram R$ 7,69 bilhões entre janeiro e março, uma alta de 12,7% sobre o mesmo período de 2022.

O resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da empresa foi de R$ 1,68 bilhão nos três primeiros meses de 2023, um crescimento de 37% no ano. A margem Ebitda ficou em 21,9%, expansão de 3,8 pontos percentuais no mesmo período.

Segundo a WEG, o desempenho mostrou-se positivo em grande parte das linhas de negócios, marcado pela boa atividade nas principais regiões do mercado externo e continuidade da boa demanda no Brasil, especialmente nos negócios de ciclo longo.

As receitas no mercado externo aumentaram 20,3% durante o primeiro trimestre, na comparação anual, representando 52% do faturamento total da WEG. Já no mercado interno o crescimento foi de 5,4% no ano, representando 48% do total.

A unidade de equipamentos eletroeletrônicos industriais representaram 48,7% das receitas da WEG no primeiro trimestre, apoiada na resiliência da atividade industrial tanto no mercado interno quanto externo.

Os negócios de geração, transmissão e distribuição de energia, por sua vez, representaram 38,5% do faturamento, sentindo um pouco a redução na demanda por energia solar no Brasil. No mercado externo a dinâmica se manteve positiva.

A empresa destaca que viu aumento de 5,3 pontos percentuais na sua margem bruta, a 33,1%, apoiada na acomodação dos preços das principais matérias-primas que compõem sua estrutura de custos, em especial aço e cobre.

A WEG finalizou março com caixa disponível de R$ 5,1 bilhões, tendo gerado R$ 2,31 bilhões nos três primeiros meses do ano, resultado da continuidade do crescimento da receita e melhora das margens operacionais.