Vale (VALE3) aprova aumento de participação dos acionistas na empresa com mudança em estatuto, dizem fontes

Alteração no estatuto pode refletir o cancelamento de ações e aumentar a participação de quem já detém papéis da empresa

Os acionistas da Vale (VALE3), reunidos em assembleia geral extraordinária (AGE), aprovaram hoje, segundo fontes, alteração no artigo 5º do estatuto social da companhia, de forma a refletir o cancelamento de ações da companhia.

O ajuste na redação do artigo era necessário para refletir o cancelamento de 239.881.683 ações ordinárias aprovado pelo conselho de administração em 2 de março.

As ações canceladas foram adquiridas em programa de recompra e mantidas em tesouraria até as respectivas datas de cancelamento.

Segundo a companhia, na proposta enviada à AGE, o cancelamento dessas ações aumenta o percentual de participação do acionista no capital social da companhia e é capaz de conferir maior retorno do ponto de vista de remuneração.

Desempenho das ações

Por volta das 14h05, as ações da Vale (VALE3) subiam discretamente na bolsa, com valorização de 0,60%, cotadas em R$ 72,19.

Nesta sexta, a empresa registra volume de mais de R$ 3 bilhões no horário mencionado.

Por outro lado, nos últimos 12 meses, os papéis da Vale registram queda de quase 8% na bolsa.

Assembleia elege novo conselho

A assembleia geral ordinária (AGO) da Vale foi instalada hoje, com o quórum mínimo garantido, disseram fontes ao Valor. No encontro, ainda de acordo com as fontes, os acionistas aprovaram 12 novos conselheiros de administração da companhia, para mandato de 2023 a 2025. O décimo terceiro integrante do conselho foi eleito pelos funcionários da companhia.

Foram eleitos Daniel André Stieler, ex-presidente da Previ e eleito hoje para presidir o colegiado; Douglas James Upton; Fernando Buso; João Luiz Fukunaga, presidente da Previ; José Luciano Duarte Penido; Luis Henrique Cals de Beauclair Guimarães, presidente da Cosan; Manuel Lino Silva de Sousa Oliveira; Marcelo Gasparino; Paulo Hartung; Rachel Maia; Shunji Komai; e Vera Marie Inkster.

Destes, Hartung, Inkster, Guimarães, Fukunaga, Komai e Upton, caso eleitos, estrearão no conselho da Vale. Gasparino será o vice-presidente do colegiado.

Os acionistas também aprovaram, ainda segundo fontes, as demonstrações financeiras de 2022; a proposta para destinação do lucro do exercício de 2022; e a fixação do número de assentos no conselho de administração em 13 membros.