Tesla lucra US$ 3,68 bi no 4º tri, alta anual de 59%; Receitas somam US$ 24,31 bi no período

O lucro diluído por ação chegou a US$ 1,07, um avanço de 57% sobre os US$ 0,68 do ano anterior

A Tesla, fabricante de carros elétricos de Elon Musk, registrou lucro de US$ 3,68 bilhões no quarto trimestre de 2022, alta de 59% em relação ao mesmo período de 2021. O resultado ficou um pouco abaixo da expectativa de analistas consultados pela FactSect, que esperavam lucro de US$ 3,8 bilhões.

O lucro diluído por ação chegou a US$ 1,07, um avanço de 57% sobre os US$ 0,68 do ano anterior. Em 2022, a empresa lucrou R$ 12,5 bilhões, um crescimento de 128% em relação a 2021.

A receita total somou US$ 24,31 bilhões nos três meses encerrados em dezembro, alta de 37% no comparativo anual. O número ficou ligeiramente aquém da expectativa de US$ 24,7 bilhões em vendas no período, segundo dados da FactSet. No acumulado de 2022, as receitas totalizaram US$ 81,4 bilhões, avanço de 51% sobre os R$ 53,8 bilhões registrados em 2021.

O resultado foi puxado pela receita de automóveis, que somou US$ 21,3 bilhões no quarto trimestre, crescimento de 33% em comparação com os últimos três meses de 2021. No ano de 2022, o segmento totalizou US$ 71,4 bilhões, alta de 51% ante 2021.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado avançou 32% nos entre outubro e dezembro de 2022, atingindo US$ 5,4 bilhões. A margem Ebitda ajustada ficou em 22,2%, uma queda de 86 pontos-base em relação a igual intervalo de 2021.

No quarto trimestre, a fabricante produziu mais de 439 mil veículos e entregou mais de 405 mil veículos. Em 2022, as entregas de veículos cresceram 40% em relação ao ano anterior, para 1,31 bilhão, enquanto a produção cresceu 47% na mesma base comparativa para 1,37 bilhão.

“Continuamos a transição para um mix regional mais uniforme de fabricação de veículos, o que novamente levou a um aumento de carros no final do trimestre”, diz a companhia no relatório de resultados. A empresa também diz que alcançou um ótimo resultado em 2022, com apoio de funcionários e acionistas, apesar dos desafios relacionados à covid-19 e à cadeia de suprimentos.

As ações da Tesla há pouco subiam 0,25%, cotadas a US$ 144,79 na Nasdaq, em Nova York, após a divulgação dos números do quarto trimestre. Os papéis haviam avançado 0,38% no pregão regular, para US$ 144,43.

Musk diz que demanda tem sido forte no início de 2023

O diretor-presidente da Tesla, Elon Musk disse que a demanda da fabricante de veículos elétricos tem sido forte neste início de 2023. O comentário veio em meio a preocupações sobre a procura pelos veículos.

“Até agora, em janeiro, vimos os pedidos mais fortes do que nunca em nossa história”, disse ele em uma teleconferência sobre os resultados realizada nesta quarta-feira.

“Atualmente, estamos vendo pedidos que representam quase o dobro da taxa de produção”, acrescentou, observando que não há certeza de que o ritmo da demanda será sustentado.