Suzano: Cade aprova compra da operação da Kimberly-Clark no Brasil

O principal ativo na operação é a fábrica de tissue localizada em Mogi das Cruzes, com capacidade de 130 mil toneladas anuais e a marca Neve

A Suzano informou que recebeu a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para dar andamento à compra do negócio de papel higiênico (tissue) da americana Kimberly-Clark no Brasil.

Em outubro do ano passado, a empresa brasileira informou que a foi feita no valor de US$ 175 milhões.

O principal ativo contemplado na operação é uma fábrica de tissue localizada em Mogi das Cruzes (SP), com capacidade instalada de aproximadamente 130 mil toneladas anuais e a marca “Neve”.

Demais marcas globais utilizadas pela Kimberly-Clark no mercado brasileiro, como Scott e Kleenex, além da linha K-C Professional, serão licenciadas para a Suzano por um prazo determinado.

“A compra dos ativos de tissue da Kimberly-Clark no Brasil está alinhada à estratégia de longo prazo da companhia de avançar nos elos da cadeia, representando complementariedade geográfica e ganhos de sinergia com seu atual negócio”, diz a Suzano em comunicado.

Com o aval do Cade, a conclusão da negociação está ainda sujeita à verificação de outras condições praticadas pelo mercado nesse tipo de transação.