Preço do Spotify (S1PO34) pode subir no Brasil nos próximos meses; entenda

As companhias de streaming de áudio e vídeo estão sendo pressionadas por investidores para melhorarem os seus resultados financeiros

O Spotify (S1PO34) planeja aumentar o valor das suas assinaturas em todo o mundo nos próximos meses, o que deve impactar os consumidores brasileiros. Nos Estados Unidos, segundo informações do The Wall Street Journal, o Spotify deve anunciar na próxima semana um reajuste de US$ 1 nas assinaturas mensais, aumentando o valor cobrado de US$ 9,99 para US$ 10,99.

A reportagem diz também que um aumento pode ocorrer em outros países nos próximos meses. Na última vez que subiu os preços nos EUA, em abril de 2021, a mensalidade também subiu no Brasil.

No último trimestre do ano passado, a companhia registrou 205 milhões de contas, aumento de 14% em relação ao mesmo período de 2021.

O número de usuários ativos, que inclui aqueles que não pagam pelo serviço e são impactados por anúncios, somou 489 milhões, alta de 20%.

Apesar do crescimento no número de contas, o Spotify registrou prejuízo de 270 milhões de euros em 2022.

De acordo com The Wall Street Journal, as companhias de streaming de áudio e vídeo estão sendo pressionadas por investidores para melhorarem os seus resultados financeiros.

Várias empresas promoveram reajustes de preços nos últimos meses.

Em junho, o Spotify anunciou um corte de cerca de 200 vagas, ou 2% de sua força de trabalho, numa reorganização na sua divisão de podcasts. Mais cedo neste ano, a empresa também reportou a demissão de 600 funcionários com o objetivo de reduzir custos.

Com informações da Dow Jones Newswires/Estadão Conteúdo