Cresce a reprovação a Lula, diz Datafolha; aprovação fica estável

Percentual da população que considera governo ruim ou péssimo subiu de 27% para 31%; pesquisa também apontou piora nas perspectivas

O nível de reprovação ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva cresceu, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira (14) pelo Datafolha.

O percentual da população que aprova o governo ficou em 38%, de acordo com o levantamento.

Pela metodologia usada na pesquisa, a taxa ficou praticamente estável ante a última medição, em junho, em que a aprovação de Lula tinha sido de 37%.

Já a fatia da população que considera o terceiro mandato de Lula ruim ou péssimo ficou em 31%, ante 27% na pesquisa anterior.

O levantamento também mostrou que a avaliação regular ficou em 30%, menor do que o índice de 33% em junho.

O Datafolha ouviu 2.016 entrevistados entre os dias 12 e 13 de setembro, segundo o jornal Folha de S.Paulo.

Melhores e piores

Lula obteve as melhores taxas de aprovação no Nordeste do país (49%), entre o segmento da população menos escolarizada (53%) e mais pobres (43%).

Ainda de acordo com o jornal, os maiores níveis de reprovação na pesquisa do Datafolha foram percebidos na região Sul (39%), nas pessoas com faixa de renda de 5 a 10 salários mínimos (44%), evangélicos (41%) e público com maior escolaridade (39%).

Em relação às expectativas, 43% dos entrevistados disseram que o governo será ótimo ou bom no futuro, ante 50% em março.

Para 26%, o governo será regular (ante 27% em março).

Os que estimam piora foram 28%, contra 21% de março.