Biden diz não apoiar independência de Taiwan em relação à China

Lai Ching-te, novo presidente eleito de Taiwan, prometeu defender a independência de fato da ilha em relação à China e alinhá-la ainda mais com outras democracias

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou neste sábado (13) que não apoia a independência de Taiwan em relação à China, segundo comunicado oficial enviado pela Casa Branca.

Neste sábado, o atual vice-presidente da ilha autogovernada, Lai Ching-te, foi eleito novo presidente de Taiwan. O político prometeu defender a independência de fato da ilha em relação à China e alinhá-la ainda mais com outras democracias.

Ainda segundo a Casa Branca, Biden também falou sobre a situação da fronteira dos Estados Unidos, que tem sido foco de divergências entre democratas e republicanos.

O presidente norte-americano negou, porém que considerasse a situação como uma “crise”. “Acho que temos que fazer grandes mudanças na fronteira. Eu tenho pressionado isso. E há negociações em andamento nas últimas cinco semanas, então tenho esperança de que chegaremos lá”.

Biden também afirmou que, caso os republicanos não ajudem a financiar a Ucrânia, eles terão “muito a pagar”.

Com informações do Estadão Conteúdo