Petrobras (PETR3; PETR4) nega que tenha tomado decisão sobre sua participação na Braskem (BRKM5)

Presidente da Petrobras, Jean Paul Prates teria dito que empresas avalia exercer o direito de preferência para comprar a Braskem, diz jornal

A Petrobras (PETR3; PETR4) informou nesta segunda-feira (15) que não está conduzindo nenhuma estruturação de operação de venda no mercado privado e não houve decisão da companhia em relação a um desinvestimento ou aumento de participação na Braskem (BRKM5).

“A companhia esclarece que decisões sobre investimentos e desinvestimentos são pautadas em análises criteriosas e estudos técnicos, em observância às práticas de governança e os procedimentos internos aplicáveis”, afirma a Petrobras em comunicado.

Desempenho das ações

As ações da Braskem (BRKM5) fecharam em queda de 6,70%, cotadas em R$ 22,69.

Já os papéis preferenciais da Petrobras (PETR4) recuaram 2,24%, a R$ 25,66, enquanto os ordinários (PETR3) desvalorizaram 1,99%, a R$ 28,56.

Direito de preferência para compra da Braskem

A coluna Painel S.A., do jornal “Folha de S. Paulo”, afirma que o diretor-presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, está dizendo em conversas reservadas que a companhia avalia exercer o direito de preferência para comprar a Braskem.

Segundo o jornal, Prates quer responder a oferta feita recentemente pela Empresa Nacional de Petróleo de Abu Dhabi (Adnoc) e o gestora americana Apollo Global, que fizeram uma proposta conjunta de R$ 47 por ação.