O que Rubens Menin, CEO da MRV, queria ter contado para o avô

Acompanhe o trecho da entrevista em que o empresário fala sobre o avô

 O CEO da MRV (MRVE3), Rubens Menin, morava perto da casa do avô, que tinha outros 32 netos. “Mas eu tive a sorte de morar do lado da casa dele.”

O avô de Menin tinha uma lógica para os negócios peculiar. “Ele era padeiro e dizia: quem tem uma padaria ganha dinheiro. Quem tem duas começa a perder. Quem tem três quebra. Essa era a máxima dele. Só que ele não contou isso para o Abílio Diniz. Se ele tivesse contado, o Abílio Diniz não teria aberto o Pão de Açúcar”, disse Menin no Visão de Líder, programa da Inteligência Financeira que entrevista as lideranças mais importantes do Brasil.

E aí entra a visão de líder que Menin aprendeu a desenvolver no comando da MRV, e fundando outras empresas, como o banco Inter (BIDI3, BIDI4) e a empresa de logística Log (LOGG3), ou ainda na gestão do clube Atlético Mineiro.

“Faltou para o meu avô pensar em pessoas, em equipe. A ferramenta para tudo isso dar certo são as pessoas, dando oportunidade para elas crescerem. Isso é meio caminho andado. Minha sorte foi ter um time bacana, unido.”

Acompanhe este trecho da entrevista logo abaixo:

Leia a seguir

Leia a seguir