Superapp do Itaú parcela compras no exterior e dá desconto para cliente que antecipar parcelas do cartão de crédito

Objetivo é hiperpersonalizar a experiência do cliente

O Itaú Unibanco (ITUB3, ITUB4) divulgou nesta quinta-feira (4) as funcionalidades do Superapp, aplicativo que passa a congregar 6 outros apps ligados ao banco (como os do Personalité, Hipercard, Credicard e Iti).

Os aplicativos, que não tinham ligação entre si, então, deixarão de existir e passarão a ser rodados na nova ferramenta. “O cliente passa a acessar tudo em um único lugar. Mas, sempre que a IA generativa não seja capaz de compreender a necessidade deste cliente, ele passa para o atendimento humano”, disse Estevão Lazanha, diretor de canais digitais do Itaú Unibanco (ITUB3, ITUB4). “Tudo foi criado em conjunto com os clientes.”

Por que o Itaú criou o Superapp?

O objetivo do Superapp, que vem sendo desenvolvido há 18 meses, é centralizar todos os serviços do Itaú. Assim, em um mesmo ambiente, os clientes podem gerenciar a conta corrente, faturas de cartões de crédito, seguros. “Tudo foi pensado a partir do cliente, não da concorrência”, disse Rubens Fogli, diretor de cartões do Itaú Unibanco.

Imagem de várias telas de celular simulando o Superapp do Itaú Unibanco
Uma das funções do Superapp é ter um espaço para guardar dinheiro com foco em alguma meta, seja viajar, trocar de carro ou comprar um imóvel – (Foto: Divulgação)

Assim, além do Superapp, vão restar no Itaú apenas 2 aplicativos: o voltado para pessoa jurídica e o íon.

Mais 15 milhões de clientes

Além dos clientes que já usam os serviços do banco, o Itaú Unibanco (ITUB3, ITUB4) tem 15 milhões de pessoas que usam alguns serviços do banco, porém não têm conta corrente.

Eles, então, estão pulverizados entre os vários apps. A ideia, assim, é migrar esse perfil de usuário também para o Superapp.

No caso destes 15 milhões de clientes, a migração para o Superapp deve terminar até o ano que vem.

Superapp nasce para personalizar o serviço

Dessa forma, a ideia central é que cada cliente tenha um aplicativo conforme seu perfil de usuário. É o que, internamente, a direção do banco está chamando de “hiperpersonalização” do app. “A estrutura nasce para sustentar a era de experiência do cliente por um longo período”, afirmou Estevão Lazanha.

Imagem das telas de cartões do Superapp do Itaú Unibanco
Com o Superapp do Itaú Unibanco, os clientes terão, na mesma ferramenta, todos os produtos do banco, como os cartões de crédito, por exemplo – (Foto: Divulgação)

Mas o que todos os clientes terão em comum é a garantia de um ambiente seguro. “O Superapp é um aplicativo diferente para cada pessoa, e todos navegarão em segurança”, disse João Araújo, diretor de negócios, plataformas e experiências digitais.

Como vai funcionar o Superapp do Itaú?

Segundo Rubens Fogli, “a mudança que o Superapp traz é estrutural”. Neste sentido, o Superapp terá as seguintes funcionalidades:

1. Hub de cartões: gerenciamento da fatura; possibilidade de parcelar compras à vista (mesmo para compras no exterior); antecipação de pagamento do cartão com desconto de 9,5% ao ano;

2. Hub de pagamentos e gestão financeira: o cliente pode estabelecer limites diários de gasto, organizar o parcelamento de Pix. Ainda terá acesso a alertas de pagamentos a vencer, o que conta com o suporte da inteligência artificial;

3. Guardar dinheiro: aqui, o cliente poderá organizar suas finanças para investir. Ele poderá criar objetivos para seus investimentos, como a compra de um imóvel, e poderá direcionar recursos mensais para esta meta. Assim, o cliente poderá ter uma visualização prática do desempenho dos investimentos.

4. Pix crédito: esta função permite que o cliente use o limite do crédito para fazer transferências, o que evita que ele use o limite da conta corrente e entre no cheque especial.

Leia a seguir

Leia a seguir