Quais são as estratégias do Itaú Unibanco (ITUB4) para os próximos anos?

Conheça os temas que estão no planejamento da instituição; foco é a tecnologia

Na manhã desta quarta-feira (19), aconteceu o Itaú Day 2024, evento do Itaú Unibanco (ITUB4) para investidores e analistas. Realizado de forma virtual, o encontro reúne os stakeholders da instituição que apresentam as evoluções do banco, e claro, os principais temas que devem nortear as estratégias da companhia.

Itaú Day 2024: foco em Inteligência Artificial

E o assunto mais comentado ao longo de todo o evento não poderia ser outro: tecnologia. Mais especificamente a Inteligência Artificial generativa, que nada mais é do que uma nova etapa de IA em que é possível treinar o robô para aprender a linguagem humana, assim como qualquer outro tipo de assunto mais complexo.

“Temos mais de 200 projetos em Inteligência Artificial dentro do banco. Sem esquecer que três pessoas que estão no Conselho Administrativo do Itaú possuem vasta experiência em tecnologia”, contou Pedro Moreira Salles, copresidente do conselho de administração do Itaú Unibanco (ITUB4).

Mas claro que ainda tem muito a ser feito. E o foco da instituição financeira para os próximos meses e anos é aperfeiçoar cada vez mais as tecnologias.

“Vejo que estamos em um momento de mudança. Estamos no caminho que parece absolutamente correto. Vamos estar cada vez mais em via com as novas tecnologias. Por outro lado, acho que ainda temos um caminho a percorrer. Não é simples. Afinal, quando estamos buscando uma nova posição, estamos lutando, mas o mundo continua lutando também”, ponderou Roberto Setubal, copresidente do conselho de administração do Itaú Unibanco (ITUB4).

IA generativa para agilizar os processos do Itaú Unibanco (ITUB4)

Aliás, durante as apresentações, Andrea Carpes, diretora de experiência, operações e produtos digitais de atendimento do banco comentou que o uso de dados e Inteligência Artificial tem sido a alavanca para o desenvolvimento do Itaú Unibanco (ITUB4). “IA no banco não é novidade. Afinal de contas, já usamos essa tecnologia tem bastante tempo, inclusive para responder perguntas via WhatsApp ou chat”, afirmou.

E não para por aí. Andrea disse também que a tecnologia tem ajudado na leitura de documento, além de predizer qual o motivo do cliente entrar em contato com o banco para entregar para equipe mais capacitada para atendê-lo.

Portanto, durante o Itaú Day 2024 mencionou-se muito a maturidade do banco em relação ao uso da tecnologia e da IA com o foco no cliente. “Hoje, a gente consegue olhar todas as nossas bases de dados com 12 milhões de documentos e com ajuda da Inteligência Artificial sabemos exatamente o que tem nesse conteúdo, e assim, mapear as dores dos clientes”, mencionou José Vita, diretor jurídico, ESG e assuntos corporativos.

Itaú Day 2024: segurança dos clientes

E sabe quais são as principais queixas dos clientes? Fraudes e golpes. Desse modo, o foco do Itaú Unibanco (ITUB4) continua – e, de acordo com os stakeholders, sempre continuará – na segurança e proteção das transações bancárias.

“Desde a pandemia até aqui os nossos canais digitais cresceram muito. Então, a forma como a gente protegia o cliente antes se tornou ineficiente. Por isso, passamos a usar dados mais ativamente para entregar uma segurança diferente, que combine com o mundo digital”, explicou Matias Granata, diretor da área de riscos do Itaú Unibanco (ITUB4).

Carteira de investimentos na mira da IA generativa

E claro que o tema investimentos não ficaria de fora do Itaú Day 2024. De acordo com Carlos Constantini, diretor de wealth management and services da instituição financeira, a equipe do banco está focada em trazer a Inteligência Artificial generativa para a construção das carteiras de investimento.

“Passamos, então, a consolidar para nossos clientes desde uma oferta completa de produtos financeiros, passando por um modelo de atendimento mais ágil até a reformulação na forma como nos comunicamos, trazendo mais conteúdo sobre investimentos para todos”, disse Constantini.

ESG também em pauta no Itaú Day 2024

Ao longo das apresentações o tema sustentabilidade, claro, também foi um assunto comentado. Para isso, o Itaú Day 2024 trouxe Pedro Fernandes, diretor de agronegócio do Itaú BBA, que apresentou as principais iniciativas da instituição focadas nos patamares de ESG, siga em inglês para Environmental, Social and Corporate Governance (Governança ambiental, Social e Corporativa)

Fernandes comentou que em 2023 o Itaú BBA criou uma prateleira de produtos verdes. “Essa foi a forma que encontramos para estimular nossos clientes a investirem com foco na sustentabilidade”, explicou durante o Itaú Day 2024.

Além disso, o diretor também falou sobre o Programa Reverte. “Temos apoiado os agropecuaristas a pegarem áreas degradadas para transformarem em áreas de lavoura. Sem esquecer, claro, que assumimos o compromisso de financiar 1 milhão de hectares de áreas degradadas até 2030”, afirmou.

E os dividendos do Itaú Unibanco (ITUB4)?

Claro que o assunto da distribuição de lucros entre os acionistas do banco foi mencionado. E Milton Maluhy Filho, CEO da instituição deixou claro que o objetivo do Itaú Unibanco (ITUB4) não é reter capital. “Mas sim realocar esse montante e distribuí-lo. E aí, cada acionista decide o que fazer com seu dividendo”, disse.

Para conferir a matéria completa sobre a resposta do CEO do Itaú Unibanco (ITUB4) sobre o pagamento de dividendo, é só clicar aqui.

Leia a seguir

Leia a seguir