BlackRock anuncia corte de 3% da sua força de trabalho global

Os cortes na BlackRock totalizariam cerca de 600 funcionários, com base na força de trabalho da empresa. As demissões não se concentram em nenhum time ou divisão

A BlackRock demitirá cerca de 3% de sua força de trabalho global, anunciaram o CEO Larry Fink e o presidente Rob Kapito em um memorando aos funcionários nesta terça-feira, 9.

“Enquanto nos preparamos para 2024 e para este cenário muito emocionante, mas distintamente diferente, as divisões de toda a empresa desenvolveram planos para realocar recursos”, dizia o memorando, sem dar mais detalhes sobre quem seria cortado.

Os cortes totalizariam cerca de 600 funcionários, com base na força de trabalho da empresa. As demissões não se concentram em nenhum time ou divisão, disse uma pessoa familiarizada com o assunto.

De acordo com o memorando, a BlackRock espera ter uma força de trabalho maior até o final de 2024, após adicionar algumas de suas áreas de crescimento, que incluem o negócio de fundos negociados em bolsa, mercados privados, serviços terceirizados de CIO e o software Aladdin da empresa.

Com informações de Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo