Morning call: mercado acompanha desempenho da Petrobras (PETR3;PETR4) e bolsa tenta permanecer em alta

Ações da petroleira tiveram forte baixa no pregão de ontem por conta também da queda do preço do petróleo

O morning call de hoje (5) mostra que o principal desafio da bolsa de valores hoje será manter-se em alta. No pregão de ontem, o Ibovespa subiu 0,17%, cotado a 113.607 pontos, apesar das quedas nas ações da Petrobras.

As ações ON da Petrobrás (PETR3) tiveram queda de 3,02%. Além disso, os papeis preferenciais (PETR4) registraram perdas ainda piores, de 3,97%. As cotações foram obtidas às 17h07 de ontem. Alguns fatores causaram essa queda e é possível entendê-los nesta reportagem. Há a redução do preço do petróleo e discussões em torno de reajuste do preço dos combustíveis.

Enquanto observa o desempenho da Petrobras, o mercado também se volta para a agenda do dia. Há dois indicadores importantes. Terá a divulgação do IVAR, que é o Índice de Variação de Aluguéis Residenciais de setembro, calculado pelo Ibre-FGV. Há também a divulgação da balança comercial de agosto nos Estados Unidos.

Além disso, e como sempre, o mercado acompanha o desempenho das bolsas na Ásia. Vamos a esses fechamentos no morning call.

Bolsas na Ásia

As bolsas da Ásia e do Pacífico encerraram os negócios desta quinta-feira (5) majoritariamente em alta, acompanhando Wall Street, que ontem se recuperou em meio a um alívio nos juros dos Treasuries.

O índice japonês Nikkei subiu 1,80% em Tóquio hoje, a 31.075,36 pontos, impulsionado por ações dos setores imobiliário, automotivo e financeiro, enquanto o Hang Seng apresentou modesto ganho de 0,10% em Hong Kong, a 17.213,87 pontos, e o Taiex avançou 1,11% em Taiwan, a 16.453,52 pontos.

Em contrapartida, o sul-coreano Kospi teve baixa marginal de 0,09% em Seul, a 2.403,60 pontos, revertendo alta de mais cedo no pregão.

Na China, os mercados seguem fechados devido ao feriado da Semana Dourada.

A predominância do apetite por risco na Ásia veio após as bolsas de Nova York subirem na quarta-feira (4) recuperando-se parcialmente de fortes perdas do dia anterior, à medida que os juros dos Treasuries caíram de máximas em 16 anos na esteira de dados do mercado de trabalho dos EUA bem mais fracos do que o esperado.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu o viés positivo da região asiática hoje, interrompendo uma sequência de três pregões de perdas. O S&P/ASX 200 avançou 0,51% em Sydney, a 6.925,50 pontos.

Com informações da Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo