IF Hoje: Desemprego nos EUA e política no Reino Unido são destaques do dia

Com IBC-Br, BC do Brasil retoma a divulgação de indicadores após greve de servidores

O indicador de criação de vagas de trabalho no setor privado dos Estados Unidos é o indicador mais relevante desta quinta-feira (7). Os números são considerados uma prévia para o relatório oficial de empregos no país, o payroll, que serão divulgados na sexta (8). Ainda, os pedidos semanais de seguro-desemprego e os dados de estoques de petróleo devem ser monitorados de perto pelos agentes.

Os rumos da política do Reio Unido também estão no centro das atenções. O primeiro-ministro Boris Johnson vai fazer um pronunciamento à imprensa às 9h (horário de Brasília) na qual deve renunciar ao cargo após uma série de crises e polêmicas que se estende desde as festas clandestinas realizadas no meio da pandemia de Covid-19.

No âmbito doméstico, merecem atenção os dados do IBC-Br de março e abril, divulgados com atraso pela greve dos servidores do Banco Central. Além disso, o leilão de prefixados do Tesouro pode ter repercussões no mercado, à medida que as discussões fiscais e eleitorais vêm encarecendo a emissão de dívida do governo brasileiro.

Agenda do dia

  • 8h: IGP-DI (junho), da FGV
  • 9h: Vendas no varejo (junho), do IBGE
  • 9h30 – EUA: Pedidos iniciais de seguro-desemprego (semanal)
  • 14h – EUA: Discursos de Jim Bullard (presidente da regional Saint Louis) e Christopher Waller, membros do comitê de política monetária do Fed