Mercado de ações: otimismo dos assessores sobre Bolsa perde força em setembro, aponta pesquisa

Pesquisa da XP destaca que número de investidores interessados em aumentar a participação na bolsa caiu 12 pontos porcentuais no mês

Uma pesquisa realizada pela XP com escritórios de investimentos, responsáveis por recomendar alocações aos investidores pessoa física, aponta que o otimismo dos assessores em relação ao mercado de ações e a bolsa de valores recuou no mês setembro, em comparação com o que se via em agosto.

Instados a darem uma nota de zero a dez sobre o sentimento atual com relação â bolsa nos próximos meses, sete em cada dez assessores atribuíram nota sete ou maior. Segundo o levantamento, houve uma redução de otimismo de 14 pontos porcentuais em um espaço de 30 dias.

“A resposta média (dos assessores) se encontra em 7,0 (em setembro), uma pequena contração em
relação a 7,6 do mês anterior”, aponta o relatório, assinado pelo estrategista-chefe da XP, Fernando Ferreira, e a estrategista de ações da casa, Jennie Li.

Investidor está menos animado

Quantos aos investidores, que são os clientes desses escritório, o interesse no mercado de ações ainda se sustenta em alto patamar. No entanto, o sentimento geral está mais próximo do patamar neutro, no mês.

Enquanto em agosto 64% dos investidores, segundo os assessores, se diziam interessados em aumentar seu portfólio de ações, em setembro esse número caiu 12 pontos porcentuais, para 52%.

O desempenho negativo do Ibovespa e do mercado de ações no mês de agosto e a expectativa de mais cortes de juros no Brasil à frente contribuíram para algumas mudanças nos interesses dos clientes, segundo os assessores.

A pesquisa ouviu 122 assessores de investimentos entre os dias 5 e 13 de setembro. A região Sudeste concentra 73 dos entrevistados. Enquanto isso, 14 são da região Sul, 8 do Centro Oeste, 4 do Nordeste e 1 do Norte.