Lucro líquido da Renner (LREN3) cai 75,6% no 1º tri na comparação anual; ações são rebaixadas

A Renner teve a recomendação de suas ações rebaixadas de compra para neutra pelo JP Morgan

A Renner registrou lucro líquido de R$ 46,8 milhões no primeiro trimestre, queda de 75,6% na comparação anual.

A receita líquida somou R$ 2,28 bilhões entre janeiro e março, alta de 2,2% na mesma base de comparação. Olhando para as empresas do grupo, a marca Youcom teve um crescimento nas receitas de 8,5%, para R$ 77 milhões, e a Renner avançou 3%, para R$ 2,08 bilhões. Já a Camicado registrou queda de 14,6% nas receitas, para R$ 118,4 milhões.

No período, o valor bruto de mercadorias (GMV) digital chegou a R$ 448,2 milhões, um crescimento de 1,4 ponto percentual. A penetração de vendas digitais ficou em 15,2%, um recuo de 0,1 ponto.

No primeiro trimestre, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ficou em R$ 229,9 milhões, queda anual de 39,3%. Já no critério ajustado, o Ebitda ficou em R$ 251,8 milhões, recuo de 34,3%.

As despesas de vendas, gerais e administrativas chegaram a R$ 1 bilhão entre janeiro e março, alta de 8,8% na comparação anual.

Ações são rebaixadas

Investidores e analistas vão amanhã para a teleconferência de resultados e para o evento Investor Day, da varejista de moda, já cientes de que números operacionais do primeiro trimestre não vieram bons.

Esse cenário já vinha aumentando o mau humor do mercado em relação ao papel há algumas semanas — desde a publicação dos números do quarto trimestre há cautela maior com o papel — e o relatório do JP Morgan acabou reforçando mais essa percepção ruim no pregão desta quarta-feira (3).

A Renner teve a recomendação de suas ações rebaixadas de compra para neutra pelo banco, e também houve redução no preço-alvo de R$ 25 para R$ 16,50 no fim de 2023. Isso equivale a um potencial de elevação de 10,7% na comparação com fechamento de ontem.

Num dia nada bom para as varejistas, a Renner era a sexta maior queda do Ibovespa, com recuo de 3,28%.

Ontem, a Genial já havia rebaixado as ações da Renner de comprar para manter, com o preço-alvo de R$ 20,50, ante R$ 36,25.