Eletrobras (ELET3, ELET6) adia estudos para migração ao Novo Mercado

A companhia citou incertezas macroeconômicas e condições de mercado para interromper projeto

A Eletrobras anunciou nesta terça-feira (29) que interrompeu o projeto de potencial implementação da migração da Eletrobras para o Novo Mercado, por causa do atual cenário macroeconômico e das condições de mercado.

“No ano de 2023, a companhia voltará a analisar o momento oportuno para a migração, conforme está previsto em seu plano de transformação”, diz a companhia, em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Além disso, o conselho de administração vai propor futuramente aos acionistas o resgate da totalidade das ações preferenciais classe A (PNA) da Eletrobras e a incorporação das ações da Chesf, CGT Eletrosul, Furnas e Eletronorte.

“A efetiva submissão do resgate das ações PNA e da incorporação de ações das subsidiárias, incluindo o preço de resgate, as relações de troca e demais termos e condições dessas matérias, permanecem sob análise da administração”, afirmam.