Totvs (TOTS3): lucro líquido ajustado soma R$ 156,7 mi no 4º tri de 2023, queda de 2,3% em um ano

A Totvs destaca que houve uma redução na produção de crédito dos afiliados do agronegócio em dezembro

A Totvs (TOTS3) encerrou o quarto trimestre de 2023 com lucro líquido ajustado de R$ 156,7 milhões. O montante representa queda anual de 2,3% e baixa de 22% em relação ao trimestre anterior.

Já o Ebitda ajustado somou R$ 258,3 milhões no mesmo período, alta de 7,8% na comparação com o quarto trimestre de 2022. Porém, o valor equivale a um recuo de 12,4% em relação ao resultado do trimestre anterior.

A margem Ebitda ajustada foi de 21%, 200 pontos-base abaixo do quarto trimestre de 2022 devido a fatores sazonais históricos e os pontuais que impactaram o período, segundo justificativa da empresa.

A Totvs destaca ainda que houve uma redução na produção de crédito dos afiliados do Agronegócio em dezembro, já que o pico da safra agrícola se dá no trimestre anterior.

Além disso, a companhia relembra que o evento RD Summit teve uma despesa líquida de R$ 14 milhões, aumento de 119% quando comparada ao quarto trimestre de 2022.

A receita líquida consolidada encerrou o quarto trimestre do ano passado em R$ 1,228 bilhão, sendo 17,8% superior ao mesmo período de 2022 e 2,1% maior na comparação com julho a setembro de 2023.

A dívida bruta, por sua vez, somou R$ 2,1 bilhões, aumento de 4,8% em comparação ao trimestre anterior. Segundo a Totvs, o resultado se deu devido ao incremento de earn-out da Tallos e seu desempenho substancialmente acima do previsto.

Por outro lado, o saldo de caixa e equivalentes encerrou o terceiro trimestre de 2023 em R$ 3,1 bilhões, o que corresponde a aproximadamente 1,5 vez o saldo da dívida bruta.

Techfin

A receita da Techfin apresentou crescimento anualizado de 0,8% em relação ao mesmo período de 2022, mas queda de 12,7% sobre o trimestre imediatamente anterior, para R$ 118,8 milhões.

O Ebitda de Techfin encerrou o trimestre em R$ 2,3 milhões e com margem Ebitda de 3,1%, redução em comparação ao trimestre anterior devido, principalmente, à menor receita líquida de Funding da dimensão no trimestre.

Além disso, a Techfin encerrou o trimestre e o ano com prejuízos de R$ 2,4 milhões e R$ 4,5 milhões, respectivamente, devido à amortização dos ativos intangíveis, originados da aquisição da Supplier, que além de não impactarem o caixa da Techfin, auxiliam na redução da taxa efetiva de imposto e renda, melhorando o resultado.

Com informações do Estadão Conteúdo