Tendências da Black Friday reforçam cenário desafiador para o varejo, diz BTG

No mês de novembro como um todo, vendas online caíram 8,6%, enquanto vendas em lojas físicas cresceram 9%

As tendências de vendas da Black Friday reforçam o cenário desafiador para as empresas do setor de varejo, diz o BTG Pactual. O banco destaca que a data não pode ser encarada como evento único, com ações promocionais começando nas semanas que antecedem o evento em si.

Os analistas Luiz Guanais, Gabriel Disselli e Victor Rogatis escrevem que os dados da Neotrust apontam queda de 30% na vendas, a R$ 4 bilhões, considerando quinta-feira e sexta-feira. Já Nielsen estima retração de 23% nas vendas on-line na Black Friday. Eles afirmam que as empresas já esperavam isso.

“Analisando o mês de novembro como um todo, vendas online caíram 8,6%, enquanto vendas em lojas físicas cresceram 9%, de acordo com dados da Linx”, comentam. As companhias abraçaram experiência multicanais e aproveitaram vendas antes da Black Friday para reduzir o impacto da queda na data.

Outro fator importante é a volta do tráfego nas lojas, o que reduz a comparabilidade dos números de vendas on-line, comentam os analistas. O cenário de redução de investimentos das companhias de comércio eletrônico deve continuar, juntamente com a tendência de crescimento secular do setor.