Rede, credenciadora do Itaú, assume liderança em meios de pagamento, ultrapassando a Cielo

Volume de pagamentos processados pela Rede no segundo trimestre somou R$ 208,01 bilhões, avanço de 6,4% no trimestre e de 16,4% frente ao mesmo período do ano passado

A Rede, credenciadora do Itaú, ultrapassou a Cielo, até então líder do mercado de meios de pagamento, em valor transacionado. O volume de pagamentos processados pela Rede no segundo trimestre somou R$ 208,01 bilhões, avanço de 6,4% no trimestre e de 16,4% frente ao mesmo período do ano passado.

O volume processado pela Cielo ficou em R$ 195,829 de abril a junho, queda trimestral de 2,6% e anual de 11,4%.

Analistas e participantes de mercado têm apontado para uma postura competitiva mais agressiva das grandes credenciadoras não listadas na bolsa, ou seja, Rede e Getnet.

O Itaú criou uma vertical voltada a pequenos e médios negócios (PMEs) totalmente integrada com a Rede. “Isso permite que o banco considere a rentabilidade dos clientes como um todo, combinando pagamentos, ‘banking’ e crédito”, disseram os analistas do BTG Pactual, em nota.

A Cielo, controlada por Banco do Brasil e Bradesco, tem sido a principal afetada por esse movimento e, durante a divulgação dos resultados do segundo trimestre, anunciou que pode contratar até mil pessoas para reforçar seu time comercial.