Petrobras (PETR3; PETR4) faz parceria com estatal chinesa de olho em energia renovável

A petroleira brasileira anunciou a criação de grupo de trabalho com a China Energy International para analisar oportunidades de negócios

A Petrobras (PETR3; PETR4) informou, em comunicado, criação de grupo de trabalho com estatal chinesa China Energy International. O grupo analisará oportunidades de negócio conjuntas entre as duas empresas. A iniciativa terá como focos geração de energia renovável e produção de hidrogênio verde, detalhou ainda petroleira brasileira.

Em informe sobre o tema, a Petrobras detalhou que a decisão foi anunciada pelo presidente Jean Paul Prates e o presidente da estatal chinesa, Lyu Zexiang, durante reunião realizada entre as duas empresas, em Brasília. A iniciativa será focada aos segmentos de geração de energia renovável e produção de hidrogênio verde.

De acordo com informações veiculadas pela Petrobras, durante o encontro com Prates, Lyu Zexiang informou que o governo chinês tem provisionado aporte de US$ 100 bilhões para a China Energy International investir nos principais mercados mundiais, entre os anos de 2021 e 2025.

Na ocasião, o executivo da estatal chinesa declarou que do orçamento total da empresa ficou estabelecido que US$ 20 bilhões serão destinados a investimentos da companhia fora da China, sendo que importante parte deste montante poderá ser destinada ao Brasil, com foco nas áreas de geração de energia renovável, inclusive na produção de hidrogênio verde e de amônia, informou a Petrobras.

A Petrobras detalhou também que a China Energy tem buscado trabalhar com armazenamento de energia, a partir de fonte hidráulica, ar e hidrogênio. O grupo estrangeiro mantém projetos e estudos com o hidrogênio e amônia verdes, operando também na área de saneamento básico e dessalinização em alguns países, detendo a 3ª fatia de mercado, informou a petroleira brasileira.

A reunião entre a Petrobras e a China Energy International foi realizada no escritório do Edifício Sede de Brasília (Edibra), disse a Petrobras. Entre os presentes, estavam Maurício Tolmasquim, diretor de Transição Energética e Sustentabilidade, João Paulo Mendes Madruga, gerente executivo de Relacionamento Institucional e os vice-Presidente da empresa chinesa, Yingli Yuan e Xing Zhou, além de outros executivos das duas empresas, informou a companhia brasileira.

O grupo de trabalho sobre tema será organizado pelo diretor de transição energética e sustentabilidade da companhia, Maurício Tolmasquim, informou a Petrobras. A composição do GT será definida nas próximas semanas pelas Petrobras e a China Energy Internacional, que enviará os nomes de seus indicados.

Já o gerente executivo de relacionamento institucional da Petrobras, João Paulo Madruga, ficará responsável por indicar os nomes da companhia.

A empresa lembrou, no informe, que a criação do GT com a China Energy International reforça a diretriz da nova gestão da Petrobras de ampliar seus investimentos no segmento de energias renováveis, buscando uma transição energética justa.