Haddad em Davos: ‘Arcabouço fiscal será definido até abril’

Mercado espera nova regra que vai substituir teto de gastos

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que os detalhes do novo arcabouço fiscal, que vai substituir o teto de gastos, deverá ser definido até abril. Haddad fez o comentário a jornalistas presentes em Davos, nos Alpes suíços, para cobertura do Fórum Econômico Mundial.

Na manhã desta terça-feira (17), o ministro se reuniu com o governo da Arábia Saudita para discutir potenciais investimentos, sobretudo em concessões, no Brasil. O encontro foi com Al-Fahli, ministro saudita do Investimento.

Desde segunda-feira (16) em Davos, o ministro petista disse que tem recebido apoio da comunidade internacional em relação aos atos golpistas do dia 8 de janeiro. “Eles ficaram muito chocados, mas entendem que trabalhamos para restabelecer a democracia.”

Haddad também esteve com Malloch Brown e Alexander Soros, filho de George Soros, do Open Society, e Ian Bremmer, da consultoria Eurasia. Às 12h (8h de Brasília), participa de almoço com empresários e executivos do mercado financeiro organizado pelo Itaú.