Dólar de volta a R$ 5,00? XP projeta moeda americana a R$ 4,70 no fim de 2023

Plataforma de investimentos prevê a dissipação de alguns riscos no cenário internacional ao longo dos próximos meses

O dólar iniciou setembro se reaproximando da faixa de R$ 5,00, mas deve perder força contra o real até o fim de 2023. Isso na avaliação da XP.

Em relatório de revisão do cenário macroeconômico, divulgado nesta quarta-feira (6), a plataforma de investimentos manteve a sua projeção para a moeda americana em R$ 4,70.

Para 2024, a previsão da XP para a cotação da divisa também permaneceu igual, em R$ 4,85.

Para efeito de comparação, o último Boletim Focus, com prognósticos dos agentes financeiros até 1 de setembro, estima um dólar em R$ 4,98 no encerramento de 2023 e em R$ 5,00 no término de 2024.

O que deve fazer o dólar baixar novamente?

“A depreciação do real nas últimas semanas refletiu fatores domésticos e globais”, escreve o economista Rodolfo Margato no relatório.

Ele destaca que “a maior percepção de risco no exterior e no Brasil” contribuiu para que a cotação avançasse de R$ 4,75 no começo para perto de R$ 5,00 atualmente.

“No ambiente econômico global, destaque para a elevação das taxas de juros nos Estados Unidos – com protagonismo das treasuries mais longas – e preocupações crescentes com a atividade econômica na China”, anota Margato.

“No cenário local, por sua vez, observamos ampliação das incertezas com relação à dinâmica das contas fiscais, principalmente sobre as medidas governamentais de aumento das receitas primárias e a execução do orçamento público em 2024”, acrescenta.

Assim, apesar das turbulências do momento, o economista da XP prevê a dissipação de alguns riscos no cenário internacional ao longo dos próximos meses.

“Levando o real a patamares um pouco mais apreciados”, afirma.

“Nossos modelos apontam que o ‘valor justo’ para a taxa de câmbio – condizente com os fundamentos econômicos – estaria entre R$/US$ 4,50 e R$/US$ 4,90”, completa.