China: incertezas no setor imobiliário dificultam recuperação da maior incorporadora do país

Country Garden, maior incorporadora imobiliária chinesa, enfrenta dificuldades devido ao pessimismo sobre o mercado imobiliário. Ações e títulos de dívida perderam valor significativo

A maior incorporadora imobiliária da China, Country Garden, enfrenta dificuldades devido ao pessimismo crescente sobre a crise do setor imobiliário do país. Embora tenha recuperado a confiança dos investidores no início do ano com medidas de apoio governamental, o cenário mudou recentemente, e as ações e títulos de dívida perderam valor significativo desde então.

Analistas do JPMorgan Chase rebaixaram o rating da Country Garden devido a sinais de estresse, incluindo preços fracos de seus títulos e venda de ações por um executivo de uma subsidária. As vendas mensais da empresa também estão em declínio, apesar dos esforços do governo para facilitar a compra de imóveis e obter hipotecas mais baratas.

Mercado imobiliário chinês enfrenta dificuldades

A situação é parte de um problema maior no setor imobiliário chinês, com dezenas de incorporadoras e grandes empresas como China Evergrande Group e Sunac China enfrentando dificuldades e riscos de calotes em seus títulos em dólares.

O governo chinês tem tentado estimular o mercado, mas ainda não lançou um pacote de estímulo abrangente. Recentemente, o Politburo da China reconheceu os desafios enfrentados pelo setor imobiliário, e abandonou a antiga máxima de que “a moradia é para morar, não para especular”.

Embora as ações da Country Garden tenham apresentado uma recuperação após essa declaração, os analistas ainda estão esperando por medidas concretas. A preocupação dos investidores é que a empresa possa seguir o caminho de outras incorporadoras e enfrentar dificuldades financeiras devido à crise no setor imobiliário.

Com informações do Estadão Conteúdo