Caged: setor de serviços puxa aberturas de vagas formais em maio

O salário médio de admissão nos empregos com carteira assinada foi de R$ 2.004,57 no mês

A abertura líquida de 155.270 vagas de trabalho com carteira assinada em maio no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foi novamente puxada pelo desempenho do setor de serviços, com a criação de 83.915 postos formais no mês, seguido pela construção civil, que abriu 27.958 vagas.

Já a agropecuária gerou 19.559 vagas em maio, enquanto houve um saldo de 15.412 contratações no comércio. Na indústria geral, foram criadas outras 8.429 vagas no mês.

No quinto mês do ano, 23 unidades da federação obtiveram resultado positivo no Caged. Apenas quatro estados registraram fechamento de vagas.

O melhor desempenho entre os estados foi registrado em São Paulo, com a abertura de 50.112 postos de trabalho. Já o pior desempenho foi de Alagoas, que registrou o fechamento de 8.188 vagas em maio.

O salário médio de admissão nos empregos com carteira assinada foi de R$ 2.004,57 em maio. Comparado ao mês anterior, houve uma redução real de R$ 18,26 no salário médio de admissão, uma variação negativa de 0,90%.

Com informações do Estadão Conteúdo