‘Minha preocupação é saber por quanto tempo juro ficará no atual nível’, diz autoridade financeira do Banco da Inglaterra

Vice-presidente de estabilidade financeira do Banco da Inglaterra (BoE, pela sigla em inglês) diz estar menos preocupada com a possibilidade de juros elevados por mais tempo

A vice-presidente de estabilidade financeira do Banco da Inglaterra (BoE, pela sigla em inglês), Sarah Breeden, disse nesta quarta-feira estar menos preocupada sobre persistentes pressões inflacionárias no Reino Unido e sobre a possibilidade de que os juros tenham de ser elevados ainda mais.

Em discurso durante evento que reuniu economistas britânicas, Breeden disse agora estar focada em por quanto tempo os juros terão de permanecer no nível atual.

“A surpresa para baixo na inflação dos preços de serviços e no avanço dos salários sugeriu uma persistência (inflacionária) um pouco menor do que havíamos presumido em nossa previsão de novembro, e por isso, minhas preocupações sobre o risco de ocorrer persistência ainda maior diminuíram”, disse Breeden.

A dirigente do BoE afirmou também que irá monitorar como o avanço dos salários e a demanda estão influenciando o estabelecimento de preços pelas empresas para avaliar o quão confiante ela está de que a inflação voltará de forma sustentável para a meta oficial do BoE, que é de taxa de 2% no médio prazo.

Na semana passada, Breeden foi uma de seis dirigentes de política monetária do BoE a votar pela manutenção do juro básico em 5,25%.

Com informações do Estadão Conteúdo