Ibovespa fecha em queda, abaixo dos 121 mil pontos; dólar sobe

Decisão do Copom está no foco, mas dividiu atenção com a decisão da Fitch de rebaixar a nota dos EUA

O Ibovespa fechou em queda o pregão desta quarta-feira (2), na contramão do dólar. O dia foi marcado pela expectativa sobre a decisão do Copom para os juros, a ser divulgado após fechamento do pregão. Também esteve no foco o rebaixamento do rating dos Estados Unidos pela Fitch.

O Ibovespa perdeu 0,32% e fechou o dia em 120.858 pontos. O dólar subiu 0,33%, a R$ 4,8055.

Melhores ações da bolsa

A Recrusul, empresa de reboques e maquinario para infraestrutura, liderou os ganhos na bolsa nesta quarta-feira, 2 de agosto. A companhia foi acompanhada pela BR Properties, que subiu quase 10% no dia. Confira a lista das cinco empresas que mais se destacaram na sessão.

  • Recrusul (RCSL4) 11,17%
  • BR Properties (BRPR3) 9,92%
  • Westwing (WEST3) 8,73%
  • Marcopolo (POMO4) 6,92%
  • Infracommerce (IFCM3) 4,82%

Piores ações da bolsa

A Cielo (CIEL3) liderou as quedas na bolsa de valores nesta quarta-feira, com os papéis descendo cerca de 9,15% depois da apresentação de resultados e conferência com investidores. A empresa movimentou quase R$ 700 milhões ao longo da sessão, acima da média da empresa.

Os resultados de melhores e piores foram obtidos às 17h24 e estão sujeitos a variações. A lista de melhores e piores contempla todos os papéis da bolsa que tiveram movimentação acima de R$ 1 milhão no dia.

  • Cielo (CIEL3) -9,15%
  • Clearsale (CLSA3) -6,41%
  • Lojas Quero-Quero (LJQQ3) -6,20%
  • Guararapes (GUAR3) -5,98%
  • Locaweb (LWSA3) -5,13%

Bolsas de NY

As bolsas dos EUA fecharam em queda, com S&P 500 caindo 1,38%, a 4.513 pontos. Dow Jones cedeu 0,98%, 35.282 pontos. Nasdaq encerrou em queda de 2,17%, a 13.973.

No começo da noite de terça-feira (1), a Fitch anunciou o corte do rating dos EUA de AAA para AA+. A agência de risco mostrou preocupação com a situação fiscal da maior economia do mundo nos próximos três anos.

A secretária de Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen disse discordar “veementemente” da decisão e chamou a medida de “arbitrária e baseada em dados desatualizados”.

Europa

As bolsas europeias fecharam em queda de mais de 1% nesta quarta-feira, 2, depois dos investidores europeus perderem o apetite por risco com o rebaixamento da nota de crédito dos EUA pela Fitch.

Em Londres, o FTSE 100 recuou 1,36% a 7.561,63 pontos, o índice DAX, em Frankfurt, também fechou em queda de 1,36%, a 16.020,02 pontos. O CAC 40, em Paris, caiu 1,26%, a 7.312,84 pontos, e o FTSE MIB, em Milão, também teve perdas, de 1,30%, a 28.974,54 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 recuou 1,83%, a 9.328,50 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o PSI 20 teve queda de 1,67%, a 5.978 pontos.

Na quinta-feira, o Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) definirá a nova taxa de juros para o Reino Unido, e embora uma alta de 25 pontos-base seja a mais provável, analistas não descartam um possível aumento de 50 pontos-base. Também na quinta, será divulgado o dado de inflação ao produtor da zona do euro e o índice de gerentes de compras (PMI) de serviços.

Com informações da Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo