Mercado hoje: Ibovespa reduz perdas e fecha em queda com pressão de commodities; Roberto Campos e ADP fazem dólar cair a R$ 5,04

Bolsa recua hoje com pressão da queda do preço do minério e mudanças na política de preços da Petrobras

O Ibovespa fechou o pregão desta quarta-feira (5) em queda de 0,88%, aos 100.978 pontos, assim como o dólar, que fechou em queda de 0,66%, a R$ 5,0488. Pouco antes do meio dia, o índice rompeu o suporte dos 100 mil pontos, mas retomou rapidamente.

A bolsa brasileira e a moeda americana passaram o dia no campo negativo desde os primeiros negócios, em meio ao preço das commodities pressionado e os comentários do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em evento organizado pelo Bradesco BBI.

Na sessão de hoje, a ausência de dados relevantes no Brasil manteve os investidores ligados aos dados do exterior e às negociações de commodities.

Direções ‘distintas’

Bolsa e dólar operaram em direções “distintas” dado o contexto de cada mercado. Na bolsa, o principal foco esteve nas commodities, ligadas às empresas de maior peso no índice, Petrobras e Vale.

Vale caiu com a queda no minério. E a Petro (que registrava queda forte), na reta final. O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira confirmou mudança na política de preços da estatal. Apesar do anúncio, a empresa diz que não recebeu a proposta.

O dólar foi negociado com outras premissas, por exemplo, a fala do presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, em tom elogioso ao Arcabouço Fiscal e ao ministro Fernando Haddad.

Além disso, também fizeram preço na divisa os dados de emprego dos Estados Unidos, diante da menor geração de vagas no setor privado em março, segundo o relatório da ADP, conhecido como prévia do Payroll, que corroborou os dados divulgados ontem pelo relatório Jolts.

O mercado de trabalho menos aquecido abre espaço para o Federal Reserve aliviar na política de juros.

Nesta manhã, Campos Neto reconheceu o papel do governo e do ministério da Fazenda em cuidar da dívida pública. “Risco sobre a trajetória de dívida descoordenada parece ter sido eliminado”, afirmou.

O chefe da autarquia também disse que o “canal de expectativas é importante”, e que “os ruídos fazem com que esse canal fique entupido”.

Já no exterior, os dados de emprego do setor privado de março nos Estados Unidos vieram mais baixos do que o esperado, com a geração de 145 mil postos, de uma expectativa de 210 mil vagas.

Logo após a divulgação, a moeda americana passou a perder força no exterior, com o índice DXY revertendo seu sinal. Na sessão de hoje, está no radar também a divulgação dos números do índice de gerentes de compras do setor de serviços dos EUA.

Commodities

Minério

Segundo índice Platts, da S&P Global Commodity Insights, o minério com teor de 62% de ferro acumula perdas de 5,4% em abril ao fechar o dia em desvalorização de 0,5%.

O minério enfraquecido pressiona as ações da Vale e das maiores siderúrgicas, como pode ser observado aqui.

Petróleo

O petróleo Brent – utilizado como referência pela Petrobras – fechou em queda de 0,06% nos contratos com entrega para junho de 2023, a US$ 84,99.

O movimento é uma leve devolução após as fortes altas dos últimos dias diante do corte de produção da Opep+.

O preço da commodity também é pressionado após a divulgação de dados de estoques semanais dos Estados Unidos, acima do previsto pelo mercado.

Petrobras e PPI

O que pressionou as ações da Petrobras (PETR3;PETR4), no entanto, foi a desconfiança diante da mudança da política de preço de combustíveis da estatal, que não irá mais garantir a paridade com os preços praticados no mercado internacional, deixando de garantir os enormes lucros observados nos últimos trimestres.

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmou à GloboNews que a nova política de preços terá diretrizes baseadas no mercado interno, e não no internacional.

“O tal PPI (preço por paridade de importação) é um verdadeiro absurdo”, disse. “Nós temos que ter o que eu tenho chamado de PCI, Preço de Competitividade Interno.” Ele espera que as mudanças comecem a ser aplicadas após a assembleia geral da estatal, no fim deste mês.

As ações da estatal, no entanto, zeraram as perdas e no fim do expediente fecharam em leve alta, próximas ao fechamento de ontem.

Colaboraram: Lucas Andrade e Leonardo Guimarães

Leia a seguir

Leia a seguir