CVM quer facilitar participação remota de acionistas em assembleias

Para presidente do órgão regulador, mudanças propostas vão empoderar os investidores de varejo

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) anunciou nesta quinta-feira (21) um plano de mudança regulatória para facilitar a participação remota em assembleias de acionistas.

Entre as mudanças sugeridas, está a possibilidade de tornar obrigatória a divulgação pelas companhias do boletim de voto a distância para todas as assembleias de acionistas, ordinárias ou extraordinárias.

Outra sugestão permite que as companhia disponibilizem locais físicos para participação de acionistas nas assembleias em tempo real.

“A reforma (permite) a efetiva participação a distância, além de promover maior engajamento e empoderamento dos acionistas, em especial, dos investidores de varejo”, afirmou no comunicado o presidente da CVM, João Pedro Nascimento.

A consulta pública sobre as mudanças propostas vai até 24 de novembro.