Semana quente ganha contornos finais com reunião do Conselho Monetário Nacional

Além da reunião, investidor deve ficar de olho na alta do dólar

A semana quente, que contou com uma ata do Comitê de Política Monetária (Copom) indicando possibilidade de corte dos juros básicos da economia, ganha nesta quinta-feira (29) contornos finais.

Hoje ocorre a reunião do Conselho Monetário Nacional. Assim, o mercado estará de olho nos desdobramentos deste encontro e isso pode afetar o preço dos ativos que você, investidor, mantém por lá.

Quem participa do Conselho

O conselho é composto por Fernando Haddad, ministro da Fazenda, a ministra do Planejamento, Simone Tebet, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

No encontro, o trio discutirá a manutenção ou não da meta de inflação em 3%. Eles podem também estabelecer ajustes na forma de perseguir esta meta – mudar o sistema de ano-calendário para meta contínua, olhando sempre o acumulado de 12 meses.

Outras divulgações do dia

Ainda nesta quinta-feira há a divulgação da Sondagem de Serviços (FGV Ibre) de junho, a Sondagem do Comércio do mesmo mês e ainda a divulgação do IGP-M, que é o Índice Geral de Preços-Mercado. Todos índices que o mercado costuma acompanhar.

O fechamento da Bolsa na quarta-feira

Ontem, o Ibovespa encerrou a sessão com queda de 0,72% – é a terceira consecutiva e isso pode sinalizar que a Bolsa vai interromper a sequência se nove altas seguidas, algo que não ocorria desde agosto de 2016.

O investidor, nesta quinta-feira, também deve ficar de olho no dólar, afinal, a moeda norte-americana tem tomado sentido de alta – avançou 1,01% na quarta, cotado a R$ 4,84%.