Bitcoin e ether iniciam semana em baixa com atenção voltada à regulação e resultados corporativos

Concluída a última atualização do Ethereum, o segmento deve mais uma vez se voltar para iniciativas de regulação nos EUA com potencial de moldar o rumo dos negócios envolvendo ativos digitais

O bitcoin (BTC) e o ether (ETH) iniciaram a semana com baixa após manter as cotações alcançadas nos últimos dias e oscilar pouco durante o sábado e domingo.

Depois de uma forte alta acumulada nos últimos meses, os investidores do mercado de ativos digitais veem as principais criptomoedas em novo patamar de lateralização antes de avançarem para novas máximas no ano.

Iniciativas de regulação

Concluída a última atualização do Ethereum, o segmento deve mais uma vez se voltar para iniciativas de regulação nos EUA com potencial de moldar o rumo dos negócios envolvendo ativos digitais, além dos resultados corporativos e o cenário macro ainda indefinido para os ativos de risco.

“Com praticamente quatro meses seguidos de alta, BTC e ETH podem começar a acalmar um pouco, o que é normal, após alta acumulada de 80% no ano”, disse Ayron Ferreira, analista-chefe da Titanium Asset.

Para André Franco, a atualização do Ethereum tem atraído o interesse dos investidores, que percebem uma melhora no protocolo. “Tivemos um saldo líquido de 161 mil ETH travados na Beacon Chain, o que mostra que a atualização teve um efeito contrário daquilo que era o pior cenário de venda”, disse.

Cotações

Perto das 9h05 (horário de Brasília), o bitcoin tinha baixa de 2,1% nas últimas 24 horas, cotado a US$ 29.598,72, e o ether recuava 0,5% a US$ 2.079,80, conforme dados do CoinGecko.

O valor de mercado somado de todas as criptomoedas do mundo era de US$ 1,31 trilhão.

Em reais, o bitcoin se desvalorizava 1,49% a R$ 148.500, enquanto o ether registra baixa de 0,37% a R$ 10.387,70 de acordo com valores fornecidos pelo MB.

A semana tem poucos indicadores relevantes, mas concentra resultados corporativos que devem dar o tom do impacto da desaceleração da atividade nas empresas.

Fomc no radar

Para analistas, o próximo grande evento que vai indicar para onde os preços das criptomoedas devem ir é a reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) dos EUA no início de maio. A decisão de juros sai no dia 3 do mês que vem.

Antonio Bertuccio, head de estratégias da iVi Technologies, destaca que o bitcoin acumula um período de quase cinco meses de reversão da sua mínima de US$ 16 mil em novembro do ano passado.

O executivo acredita que o bitcoin continuará seu comportamento de alta e que as altcoins (as outras criptomoedas que não são o BTC) superem a performance dos tokens maiores, pois não subiram tanto ainda no atual rali.

Leia a seguir

Leia a seguir