Bolsas de NY fecham em alta após Powell citar cautela em próximas decisões de juros do Fed

O mercado recebeu bem os comentários do presidente do banco central dos EUA, Jerome Powell, no Simpósio de Jackson Hole

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta sexta-feira (25). O mercado recebeu bem os comentários do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, no Simpósio de Jackson Hole.

As falas de Powell no evento mais esperado da semana reforçaram que o Fed se guiará por dados e sinalizaram a sua inclinação a manter juros restritivos por mais tempo – um tom mais duro que o esperado, como comentou o economista-sênior do Inter, André Cordeiro.

Mas, na visão de alguns analistas, isso não foi nenhuma novidade. O economista Mohamed El-Erian, por exemplo, disse que dirigente optou por observações que não trazem qualquer coisa nova.

Com esse pano de fundo, o índice Dow Jones fechou com elevação de 0,73%, aos 34346,96 pontos. O S&P 500 ganhou 0,67% aos 4405,73 pontos. E o Nasdaq teve alta de 0,94%, aos 13590,65 pontos.

Em relação à sexta-feira passada, 18, o Dow Jones recuou 0,45%, o S&P 500 subiu 0,82% e o Nasdaq ganhou 2,26%.

Altas em NY

As empresas de tecnologia, em maior parte, subiram após o tombo de quinta-feira. Foi o caso de Apple (+1,26%), Amazon (+1,08%) e Microsoft (+0,94%). Uma parcela do segmento de chips registrou ganhos, se recuperando parcialmente do fechamento majoritariamente no vermelho de quinta, como Intel (2,03%). As exceções foram Marvell (-6,62%) e Nvidia (-2,43%), na esteira de seus balanços trimestrais, publicados nesta sexta e na quarta-feira, 23, respectivamente.

A CMC Markets apontou que a fraqueza da Nvidia, apesar dos resultados que superaram expectativas, é um sinal de que “talvez muito das boas notícias já estava precificado”. Já a Marvell reportou queda na receita e lucro por ação de US$ 0,33. “Os números, além do guidance morno de aumentos modestos no lucro no terceiro trimestre, fizeram as ações continuarem a cair”, comentou a consultoria.

Liderando os ganhos do Dow Jones, Boeing subiu 2,81%, depois de a Bloomberg reportar que a empresa de aviação retomou a entrega de aeronaves 737 Max à China. O setor de energia também se destacou, com a Chevron e ExxonMobil subindo 0,75% e 1,79% na esteira do fechamento em alta dos preços do petróleo.

Com informações do Estadão Conteúdo