Inverno mais quente faz XP deixar de recomendar compra de ações da Renner (LREN3)

Para a XP, 'as temperaturas anormalmente altas' têm persistido nas principais capitais do Brasil desde o início do segundo trimestre, comprometendo vendas do Dia das Mães

A XP cortou a recomendação de Lojas Renner (LREN3) de compra para neutra. Assim como rebaixou o preço-alvo de R$ 19 para R$ 18, potencial de alta de 22,5% sobre o fechamento de segunda-feira (20).

Os analistas Danniela Eiger, Gustavo Senday e Laryssa Summer escrevem que a Lojas Renner deve novamente enfrentar uma dinâmica de resultados mais fraca. Isso a partir do segundo trimestre e por conta de uma conjunção de fatores.

As temperaturas anormalmente altas têm persistido nas principais capitais do Brasil desde o início do segundo trimestre, comprometendo vendas do Dia das Mães, afirma a corretora. A tendência é que o inverno seja mais quente e o verão mais ameno.

A dinâmica macro também não está ajudando. Uma vez que o cenário do Brasil se deteriorou nos últimos meses, com a perspectiva de um ritmo mais lento no corte dos juros, aumento da inflação de alimentos e um dólar mais forte.

Eles refizeram suas estimativas de Lojas Renner, vendo uma expansão mais branda de margens e menor diluição de despesas neste ano. O lucro, no entanto, pode ser protegido por conta do reconhecimento de créditos fiscais.

Com informações do Valor Pro, serviço de notícias em tempo real do Valor Econômico