Petrobras (PETR4) deve ter resultados positivos no 2º tri, mas foco está em nova diretoria, diz Jefferies

Para o banco, efeitos fiscais e aumento pontual de investimentos devem reduzir dividendos da companhia

Os resultados da Petrobras (PETR4) no segundo trimestre devem ser positivos, ajudados por maior produção e taxa de utilização elevada nas refinarias. Mas o foco estará nos primeiros comentários ao mercado da nova diretoria, diz o Jefferies.

Os analistas Alejandro Demichelis e Pedro Baptista escrevem que a Petrobras deve ter um Ebitda de US$ 13,7 bilhões, alta de 17% na comparação anual. No entanto, efeitos fiscais e aumento pontual de investimentos devem reduzir dividendos.

“O foco do mercado será em qualquer indicação de mudanças nas prioridades da diretoria, como perspectiva de dividendos ou na política de preços de combustíveis”, afirma o banco.

Eles notam que, entre as estatais na América Latina, a sua preferência relativa é pela argentina YPF. Contudo, destacam que a performance recente das ações de ambas as companhias se descolou dos fundamentos do petróleo por conta dos ruídos políticos na região.

O Jefferies tem recomendação neutra para Petrobras, com preço-alvo em US$ 17,70 para os recibos de ação (ADRs) negociados na Bolsa de Nova York (Nyse). Isso representa potencial de alta de 20,8% sobre o fechamento de quarta-feira (3).

Com informações do Valor Econômico

Leia a seguir

Leia a seguir