Oi (OIBR3; OIBR4) troca CEO: Rodrigo Abreu sai, Mateus Bandeira assume o cargo

Mudança ocorre no momento em que a empresa finaliza os acordos necessários para a submissão do plano de recuperação judicial

A Oi (OIBR3; OIBR4) comunicou, no final da noite de quinta-feira (18), a saída de Rodrigo Abreu da presidência da companhia. A decisão foi tomada em comum acordo diante do fim do mandato de dois anos do executivo.

Ele vai permanecer como conselheiro e “seguirá participando ativamente das negociações com credores” e da elaboração da proposta de novo plano de recuperação judicial, que deve ser apresentado até o fim de janeiro.

O Conselho de Administração da Oi indicou Mateus Affonso Bandeira para ocupar o cargo de diretor-presidente.

Segundo a companhia, o executivo vai finalizar os acordos necessários para a submissão do plano de recuperação judicial a ser apresentado em Assembleia Geral de Credores.

Na sequência, vai apoiar a seleção de um novo CEO que será responsável por executar e implementar o plano no longo prazo.

Atualmente, Bandeira integra a administração da companhia como membro independente do CA, onde liderava o Comitê de Gente, Nomeações e Governança.

Em fato relevante, a companhia informa que, além dos desafios imediatos de aprovação do novo plano de recuperação judicial e conclusão do acordo para a resolução da Concessão STFC, manterá o “foco crítico na redução dos custos operacionais em todas as suas áreas”.

Em particular nas áreas ligadas às operações legadas, e na aceleração de suas operações Oi Fibra e Oi Soluções.

O documento destaca ainda que Bandeira é também conselheiro da Vibra Energia, Intelbras e Marcopolo, e já foi CEO da Falconi Consultoria e do Banrisul.

Ele também foi secretário de Planejamento do Rio Grande do Sul na gestão de Yeda Crusius, que governou o Estado de 2007 a 2010.