Mercado hoje: Dólar fecha em alta, acima dos R$ 4,84; Ibovespa cai e perde patamar dos 117 mil pontos

Ibovespa soma três quedas seguidas nesta quarta (27)

O Ibovespa encerrou a sessão desta quarta-feira (28) em queda, acumulando três pregões no negativo. No fechamento, o índice registrou queda de 0,72%, a 116.6881 pontos.

Se a sequência negativa de segunda, terça e quarta se prolongar, a bolsa pode interromper o ciclo positivo. Na última semana, o índice teve alta semanal de 0,18% e somou nove valorizações seguidas, a maior sequência desde agosto de 2016.

Dólar no sentido oposto ao Ibovespa

Já o dólar avança com força, subindo 1,01%, a R$ 4,8472 depois de alcançar máxima de R$ 4,87. A mínima desta quarta é de R$ 4,79.

No cenário internacional, a divisa norte-americana também avança. Por volta das 10h30, o índice do dólar (DXY) subiu 0,40%, a 102,49 pontos.

Cenário positivo para emergentes, diz S&P

Uma das notícias importantes do dia é a análise da S&P sobre os países emergentes. Nesse sentido, a agência afirmou que as condições de crédito estão melhorando entre as economias ascendentes por conta da desaceleração da inflação.

Assim, a S&P lembrou ainda da recente mudança na perspectiva relacionada ao Brasil, que passou de estável para positiva. A alteração está relacionada principalmente com projeções para o IPCA e PIB do país, além das questões relacionadas à nova política fiscal.

Este último ponto pode “resultar em uma carga de dívida do governo menor do que o esperado”, diz a agência.

Nova York

As bolsas de Nova York encerram o pregão nesta quarta sem direção única. O Dow Jones fechou com queda de 0,22%, a 33.852 pontos. O S&P 500 caiu 0,04%, a 4.376. Porém o Nasdaq subiu 0,27%, a 13.591, dando sequência aos resultados positivos da terça-feira.

As quedas do Dow Jones e do S&P 500 podem estar relacionadas com as falas de Jerome Powell, presidente do Fed, que afirmou, nesta tarde, que acredita que haverá mais altas de juros depois da pausa feita neste mês.

Europa

As bolsas da Europa fecharam em alta nesta quarta-feira em um dia marcado por evento do Banco Central Europeu (BCE), que reuniu em um painel presidentes de algumas das principais autoridades monetárias do mundo.

Comentários sobre as condições na zona do euro sugeriram um quadro com menor chance de recessão para a economia da região, o que deu algum impulso aos ativos.

Neste cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,74%, a 456,24 pontos.

O FTSE 100 subiu 0,52%, a 7.500,49 pontos em Londres.

O DAX avançou 0,64%, a 15.949,00 pontos, em Frankfurt.

O CAC 40 teve alta de 0,98%, a 7.286,32 pontos, em Paris.

O FTSE MIB ganhou 0,86%, a 27.637,46 pontos, em Milão.

O Ibex 35 subiu 0,99%, a 9.485,70 pontos, em Madri.

E o PSI 20 teve ganho de 0,36%, a 5.931,64 pontos, em Lisboa.

Com informações do Estadão Conteúdo