Mercado da Europa opera sem força, mas com viés positivo, em semana de CPI dos EUA

Negócios na Europa estão sem fôlego desde o começo da semana, na expectativa por nova pesquisa sobre o índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA

As bolsas europeias operam sem força na manhã desta quarta-feira (10), mas com viés levemente positivo, à medida que investidores exercem cautela antes de novos dados de inflação dos EUA, que só serão conhecidos amanhã, e monitoram comentários de autoridades de grandes bancos centrais.

Por volta das 6h40 (de Brasília), o índice pan-europeu Stoxx 600 tinha alta marginal de 0,05%, a 477,48 pontos.

De modo geral, os negócios na Europa estão sem fôlego desde o começo da semana, na expectativa por nova pesquisa sobre o índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA, que será publicada nesta quinta-feira (11) e tem forte influência na trajetória dos juros americanos.

Em dia de agenda sem indicadores europeus, a atenção vai se voltar para comentários de autoridades do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco da Inglaterra (BoE).

Mais cedo, o vice-presidente do BCE, Luis de Guindos, alertou para a possibilidade de a zona do euro ter entrado em recessão técnica na segunda metade de 2023 e falou sobre perspectivas fracas no curto prazo.

Ainda hoje, a dirigente do BCE Isabel Schnabel participa de sessão de perguntas e respostas em redes sociais e o presidente do BoE, Andrew Bailey, apresenta relatório de estabilidade financeira no Parlamento britânico.

Às 6h53 (de Brasília), a Bolsa de Frankfurt subia 0,27% e a de Paris avançava 0,19%, enquanto a de Londres caía 0,13%. Já a de Milão tinha ganho de 0,31% e a de Madri se mantinha praticamente estável. Destoando, a de Lisboa exibia alta mais expressiva, de 1,13%.

Com informações do Estadão Conteúdo