Tese de investimento em WEG (WEGE3) permanece sólida para o longo prazo, avalia BB Investimentos

Banco reitera a recomendação de compra para as ações da companhia, com preço-alvo de R$ 40 para o final de 2024

A WEG (WEGE3) apresentou um resultado positivo no 4º trimestre de 2023, mesmo com a pressão da desvalorização do dólar nas receitas externas no período.

Essa é a avaliação do BB Investimentos (BB-BI).

Entre outubro e dezembro do ano passado, o lucro líquido da empresa cresceu 46% na comparação anual, para R$ 1,745 bilhão.

Já em relação ao trimestre imediatamente anterior, a alta no desempenho foi de 33%.

Em relatório, Luan Calimério, analista do braço de investimentos do Banco do Brasil, diz que os drivers de destaque da WEG foram os negócios de ciclo longo.

“Especialmente ligados à Geração, Transmissão e Distribuição de Energia (GTD)”, anota.

“Houve crescimento de margens em todas as linhas, devido principalmente à acomodação de custos com matéria-prima, especialmente aço e cobre”, acrescenta.

O especialista cita ainda um melhor mix de produtos vendidos e incentivos fiscais referentes à constituição de uma nova controlada na Suíça.

Perspectivas para WEGE3

Adicionalmente, o BB-BI avalia que as ações da WEG passam por um momento de acomodação de expectativas por parte do mercado.

“Especialmente para o curto prazo, com esperada desaceleração de crescimento em relação aos últimos anos, que foram, de fato, excepcionais para a companhia”, comenta o analista.

“Entretanto, apesar de compartilharmos uma visão prospectiva de curto prazo mais modesta, acreditamos que a tese de investimento em WEG permanece sólida para o longo prazo”, afirma.

Conforme o texto de Luan Calimério, a visão da casa para WEG é sustentada pelas vantagens competitivas e capacidade operacional da companhia.

“(Além de) bom posicionamento para captura de futuras (e presentes) oportunidades no ambiente global de eficiência/transição energética e sustentabilidade”, escreve o analista.

“Que, em nossa leitura, devem permear de forma progressivamente mais intensa o setor de bens de capital nos próximos anos”, prossegue.

Por fim, o BB-BI sustenta que o atual patamar de preço e a relação risco/retorno para o investidor continuam favoráveis.

Então, o banco reitera a recomedação de compra para WEGE3, com preço-alvo de R$ 40,00 para o final de 2024.