Bolsas da Europa avançam com balanços e CPI da Alemanha no radar

O CPI da Alemanha registrou alta de 8,7% em base anual na leitura preliminar, abaixo da previsão de 9,4% de economistas

As principais bolsas da Europa avançam nesta quinta-feira (9), com os investidores avaliando a divulgação de uma série de balanços de companhias europeias e a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da Alemanha, que teve uma alta menor na leitura preliminar do que o projetado pelo consenso.

Às 10h20, o índice Stoxx 600 subia 0,95%, a 463,8 pontos. Enquanto isso, o índice DAX, de Frankfurt, avançava 1,2%, o francês CAC 40 registrava valorização de 1,22% e a Bolsa de Londres tinha alta de 0,7%.

O CPI da Alemanha registrou alta de 8,7% em base anual na leitura preliminar, abaixo da previsão de 9,4% de economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”. Na margem, o indicador registrou alta de 1,0%, também abaixo do consenso esperado de alta de 1,2%. Em dezembro, o indicador da Alemanha havia registrado alta de 8,6% em base anual e uma queda de 0,8% no mês.

O Destatis apontou que o ano base para calcular o índice de preços ao consumidor mudou para 2020 de 2015 anteriormente, então os números não são totalmente comparáveis. A leitura final de janeiro e todos os resultados recalculados a partir de janeiro de 2020 usando o novo ano base serão publicados em 22 de fevereiro.

“A leitura preliminar de janeiro é um pouco maior do que o número relatado anteriormente para dezembro. No entanto, como a publicação de hoje mudou para um novo ano base, não tendo ainda sido divulgado o valor de dezembro, ainda não é possível dizer se a inflação aumentou um pouco ou caiu ainda mais”, avalia Ralph Solveen, economista do Commerzbank.

Na seara corporativa, as ações da ArcelorMittal têm alta de 0,95% depois que a companhia siderúrgica de Luxemburgo apontou que espera um aumento de 5% em suas vendas. Já a companhia farmacêutica anglo-britânica Astrazeneca registra alta de 4,39% depois de ter registrado um lucro maior do que o esperado no quarto trimestre.

As 10h23, o euro caía 0,4% ante o dólar, negociado a US$ 0,92, enquanto a libra tinha alta de 0,79%, a US$ 1,2166. Já o índice DXY, que mede o peso do dólar ante seis moedas de mercados desenvolvidos, descia 0,56%, a 102,82 pontos.